Finanças

Dólar à vista volta a superar R$ 3,950 com alta no exterior e Previdência

O dólar no mercado à vista renovou a máxima na manhã desta quarta-feira, 24, aos R$ 3,9519 (+0,76%) no balcão. Para Jefferson Rugik, diretor superintendente da Correparti, o mercado precifica o dólar forte no exterior, onde o euro recua e o juro do bund alemão chegou a ficar negativo mais cedo por causa temores sobre a economia da Alemanha e da zona do euro.

O executivo destaca que o dólar sobe ante seus pares principais e divisas ligadas a commodities.

Em relação à reforma da Previdência, segundo ele, a expectativa de aprovação já que fez preço ontem, mas o sentimento por parte dos agentes financeiro é de que foi vencida só apenas uma batalha e, para vencer a guerra, tem um caminho árduo pela frente ainda na Comissão Especial e no Plenário da Câmara.

Rugik afirma ainda que a captação de US$ 700 milhões fechada ontem pela JBS não deve entrar no Brasil porque os recursos serão destinados ao pagamento de dívidas das subsidiárias da companhia no exterior.

Tópicos

dólar