Finanças

Dólar à vista sobe com exterior em meio a temores de recessão nos EUA e Europa



O dólar segue em alta no mercado á vista nesta quinta-feira, acompanhando a valorização global da divisa dos EUA, após recuar ontem lá fora. Os agentes de câmbio monitoram a volatilidade do petróleo, que retoma baixa após breve alta pontual nesta manhã. Também a queda dos retornos dos Treasuries e dos bônus europeus (com alta respectiva dos preços) por temores de recessão nos Estados Unidos e na Europa estimula a busca de proteção no mercado.

Os investidores digerem dados de atividade (PMIs) europeus abaixo do esperado e aguardam o mesmo indicador dos EUA (10h45) em meio a crescentes temores de que a economia global entre em recessão com a disparada da inflação e consequente aperto monetário por BC de países ricos e de emergentes.

Em véspera do Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo – 15 (IPCA-15) de junho, o mercado aguarda pela entrevista sobre política monetária com o presidente do Banco Central (BC), Roberto Campos Neto, e o diretor de Política Econômica, Diogo Guillen (11 horas).

Também serão monitorados os presidentes do Federal Reserve (Fed, o banco central norte-americano), Jerome Powell, testemunha na Câmara dos Representantes (10h45, de Brasília), e do Banco Central Europeu (BCE), Christine Lagarde, que participa da cúpula do Conselho Europeu (10h15).



Às 9h30, o dólar à vista subia 0,57%, a R$ 5,2064. O dólar para julho ganhava 0,17%, a R$ 5,2180.







Tópicos

dólar