Finanças

Dólar à vista se aproxima de R$ 4,22 com investidor testando o BC

Nesta terça-feira (19) de agenda fraca e véspera de feriado em São Paulo, o dólar no mercado à vista abriu a sessão em alta e renovou máxima em R$ 4,2195 (+0,33%). O dólar futuro de dezembro passou a subir, após ter iniciado o dia em baixa, refletindo ajustes em relação ao fechamento anterior, bem perto dos R$ 4,22 (em R$ 4,2185).

O investidor está testando o Banco Central, que por enquanto não anunciou oferta extraordinária no mercado cambial, que aguarda a participação do presidente do BC, Roberto Campos Neto, em audiência na CAE do Senado (10h), disse um operador.

No exterior, o índice DXY zerou a alta e operava estável mais cedo, enquanto o dólar mostra viés de baixa predominante frente divisas emergentes ligadas a commodities. Neste caso, o investidor precifica expectativas de que o banco central chinês (PBoC) reforce sua política de estímulos, após cortar na segunda-feira, 18, o juro para operações de recompra reversa de sete dias pela primeira vez em mais de quatro anos.

Às 9h24, o dólar à vista subia 0,26%, a R$ 4,2165. O dólar futuro de dezembro avançava 0,02%, a R$ 4,2195, ante máxima em R$ 4,2230 (+0,11%).

Veja também

+ Quarta parcela do auxílio sai hoje (14) para os nascidos em agosto

+ Cunhado de Maradona morre de Covid-19 na Argentina

+ Nazistas ou extraterrestres? Usuário do Google Earth vê grande ‘navio de gelo’ na costa da Antártida

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

Tópicos

dólar