Giro

Disneylandia Paris reabre as portas para visitantes

A Disneyland Paris, o primeiro destino turístico privado da Europa, reabriu oficialmente suas portas ao público nesta quarta-feira (15) com medidas de higiene reforçadas

Crédito: AFP

Visitantes e funcionários de máscara na rua principal da Disneylândia Paris, em Marne-la-Vallee, perto de Paris, em 15 de julho de 2020 - AFP (Crédito: AFP)

A Disneyland Paris, o primeiro destino turístico privado da Europa, reabriu oficialmente suas portas ao público nesta quarta-feira (15) com medidas de higiene reforçadas, após quatro meses de fechamento, devido à pandemia de coronavírus.

Às 10h locais (5h no horário de Brasília), milhares de visitantes, incluindo muitas famílias, atravessaram os portões de acesso ao parque com um passo decidido.

Na segunda e terça-feiras, em pré-abertura, o parque já havia recebido visitantes com uma assinatura anual.

Tóquio em alerta máximo por novos casos de coronavírus

Vacina não deve ir para quem pode pagar mais, diz Bill Gates

Devido às novas restrições sanitárias, as medidas de higiene foram reforçadas. Todos os visitantes devem reservar seu lugar, ou sua estada, com antecedência, on-line. O uso da máscara é obrigatório para adultos e para crianças a partir dos 11 anos de idade.

A afiliada francesa da The Walt Disney Company havia indicado na segunda-feira que seus dois parques temáticos – Disneyland Park e Walt Disney Studios Park, fechados desde 14 de março – reabririam “progressivamente” a partir de 15 de julho, “com capacidade para recepção limitada”.

Hotéis

Quanto à acomodação, um primeiro hotel (Disney’s Newport Bay Club) reabriu nesta quarta-feira, e outros seguirão o exemplo durante o verão (hemisfério norte). Dois deles, o Sequoia Lodge e o Davy Crockett Ranch, “reabrirão apenas em uma data anunciada mais tarde”.

O parque – que não divulga seu número de visitantes desde 2015, ano em que havia recebido 14,8 milhões de pessoas – está localizado em Marne la Vallée, nos arredores de Paris, uma região classificada como “zona laranja” na pandemia de COVID-19 até 15 de junho.

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?