Giro

Disney faz acordo para exibir “Homem-Aranha” e outros filmes da Sony em streaming

Disney faz acordo para exibir “Homem-Aranha” e outros filmes da Sony em streaming

.

LOS ANGELES (Reuters) – A Walt Disney anunciou nesta quarta-feira que chegou a um acordo com a Sony para trazer os novos filmes da franquia “Homem-Aranha” além de outros para os serviços de streaming da Disney e seus canais de televisão nos Estados Unidos depois que eles forem exibidos na Netflix.

A Disney também assegurou os direitos de oferecer centenas de filmes mais antigos da Sony muito antes, entre eles “Jumanji” e “Hotel Transilvânia”. A empresa afirmou que irá acrescentar um número significativo de títulos da Sony a partir de junho. 

Os termos financeiros do acordo não foram revelados. 

O acordo significa que a Disney poderá oferecer novos filmes da Sony, incluindo os novos filme da Marvel “Homem-Aranha” e “Venom”, a partir de 2023. Primeiro eles serão exibidos nos cinemas e oferecidos em DVD ou em serviços de vídeo sob demanda.

Depois, eles irão para a Netflix por um período de 18 meses de exclusividade antes de chegarem à Disney+ e a outras plataformas da Disney. 

O acordo cobre novos filmes da Sony que estreiam nos cinemas entre 2022 e 2026. Entre as obras com lançamento agendado estão o filme da Marvel  “Morbius”, a adaptação do livro best-seller “Um Lugar Bem Longe Daqui”, e o thriller “Bullet Train”, com Brad Pitt, além de nova parte da série de filmes “Bad Boys”. 

A Netflix chegou a um acordo com a Sony no início do mês.

(Reportagem de Lisa Richwine)

tagreuters.com2021binary_LYNXMPEH3K1N2-BASEIMAGE

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel