Negócios

Diretor da Uber afirma que empresa irá operar taxis voadores em 2023

O plano é que em menos de cinco anos os taxis voadores da Uber estejam operando de maneira completa nas megalópoles do mundo

Diretor da Uber afirma que empresa irá operar taxis voadores em 2023

O modelo de veículo voador proposto pela Uber é elétrico e sua comercialização é esperada para 2023. - AFP

O Uber tem em cidades estratégicas escritórios específicos para o desenvolvimento de tecnologias e soluções que julgam necessárias para o futuro da empresa. Em Pittsburgh nos Estados Unidos é onde se desenvolvem carros autônomos, em São Paulo criam soluções de segurança, e em Paris é onde desenvolvem os carros voadores que julgam ser o futuro da mobilidade urbana.

A Uber já anunciou que pretende operar carros voadores em 2020, porém em entrevista para a Business Insider, o diretor da Uber na Espanha, Juan Galiardo, disse que a Uber irá oferecer serviços completos de taxis voadores urbanos ainda em 2023. Sim, o plano é que você consiga pedir um taxi com hélices para te levar ao trabalho daqui há menos de cinco anos.

Galiardo disse que a primeiras cidades a receberem a nova função serão aquelas onde é “um inferno chegar ao trabalho”, como Dallas e Los Angeles. Porém o executivo deixou claro que a intenção é que grandes megalópoles recebam o serviço. Para colocar em prática o ousado plano, a Uber já conversa com a NASA para regular o espaço aéreo abaixo de 3 km de altitude, uma vez que o espaço acima disso é restrito a aviação comercial.

O projeto do Uber Elevata já está em desenvolvimento há anos, porém desde julho de 2019, a empresa oferece a usuários a possibilidade de agendar viagens de helicóptero de Manhattan ao aeroporto JFK, o principal de Nova York, por US$ 200 por pessoa. A funcionalidade soa como uma maneira da Uber de testar maneira de lidar e embarcar passageiros em viagens com veículos voadores, vislumbrando um futuro que taxis voadores da Uber serão comuns em grandes cidades.