Giro

Diretor da AstraZeneca lamenta comportamento egoísta de certos países na pandemia

Diretor da AstraZeneca lamenta comportamento egoísta de certos países na pandemia

Dose da vacina Oxford/AstraZeneca contra a Covid-19 - AFP

O diretor executivo da gigante farmacêutica britânica AstraZeneca, que com a Universidade de Oxford desenvolveu uma vacina contra a covid-19, lamentou nesta segunda-feira (25) a falta de colaboração entre governos no combate ao coronavírus, e denunciou o comportamento egoísta de alguns países.

A conquista das primeiras vacinas da covid-19 poderia ter sido motivo de uma grande celebração, afirmou Pascal Soriot durante um ato virtual do Fórum Econômico Mundial de Davos.

“Mas infelizmente não foi, porque houve um pouco de um comportamento de ‘eu primeiro'”, afirmou, considerando também que “em nível global é justo dizer que poderíamos e deveríamos estar melhor preparados”.

Soriot não deu exemplos de países concretos, mas assim como nos primeiros meses da pandemia várias nações disputaram o acesso ao material de proteção sanitária, ultimamente há uma corrida no mundo para adquirir as vacinas.



Em sua opinião, agora “as coisas estão mudando e está surgindo uma colaboração internacional” sobre o coronavírus, que já matou mais de dois milhões de pessoas em todo o planeta.

Sobre o futuro, “a primeira coisa a se fazer é investir na prevenção, na detecção e tratamento antecipados”, afirmou Soriot.

Ele destacou que entre os países industrializados da OCDE apenas 3% do gasto sanitário é destinado à prevenção. E somente “20% deste 3% é destinido à imunização e à detecção precoce de doenças”, lamentou.

“Desse modo, essencialmente, temos que esperar as pessoas adoecerem para tentar solucionar, em vez de detectar a doença antecipadamente e preveni-la”, destacou.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel