Economia

Diferença entre projetos de autonomia do BC é status de ministro, diz deputado

O deputado federal Celso Maldaner (MDB-SC) afirmou nesta quarta-feira, 17, que a reunião entre representantes do Banco Central e líderes de partidos, ocorrida nesta data na residência do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), foi positiva. No encontro, foi discutido o projeto de autonomia do BC encaminhado pelo governo ao Congresso.

De acordo com Maldaner, a principal diferença entre o projeto encaminhado pelo governo e a proposta que já está na Câmara, relatada por ele, diz respeito ao status de ministro para o presidente do Banco Central. No projeto encaminhado pelo governo, o presidente do BC perde o status de ministro.

“Esta questão do status de ministro para presidente do BC vai ser resolvida”, afirmou Maldaner ao Broadcast, sistema de notícias em tempo real do Grupo Estado.

Segundo ele, a ideia é atender ao governo em relação a essa questão. Maldaner afirmou ainda que a ideia é apensar o projeto do governo sobre a autonomia do BC à proposta já relatada por ele na Câmara. Com isso, de acordo com o deputado, a tramitação será mais rápida.

Questionado a respeito da receptividade do presidente da Câmara, Rodrigo Maia, ao projeto apresentado pelo governo, Maldaner afirmou: “Foi tranquilo.”

Na semana passada, quando o governo anunciou o envio de nova proposta de autonomia do BC ao Congresso, o presidente da Câmara chegou a questionar, durante viagem aos Estados Unidos, a necessidade de um novo projeto. Isso porque o projeto relatado por Maldaner na Câmara é de autoria original do próprio Maia.

Na visão do governo, porém, era preciso encaminhar diretamente um novo projeto porque propostas de mudanças relacionadas ao Banco Central devem sempre surgir de iniciativas do próprio Executivo.