Edição nº 1138 16.09 Ver ediçõs anteriores

Dieta devastadora

Dieta devastadora

O aquecimento global deve elevar a temperatura média da Terra em 2°C até 2100. Além de agravar eventos como secas e inundações, o aumento das temperaturas deve favorecer a reprodução de insetos pelo mundo. Outro fator, no entanto, é mais preocupante: o calor também estimula a taxa metabólica dessas criaturas, fazendo com que elas fiquem mais famintas. O impacto disso será sentido nas lavouras. Segundo um estudo de pesquisadores da Universidade de Washington (EUA), publicado na revista americana Science, o maior apetite dos insetos deve causar perdas de cultivos como arroz, milho e trigo em aproximadamente 213 milhões de toneladas a cada ano.

(Nota publicada na Edição 1087 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Ibama corta 22% das ações de fiscalização previstas

Até os mais desatentos conseguem notar que o meio ambiente não é uma prioridade do governo de Jair Bolsonaro. O descaso, personificado [...]

Projeto apoiado pela Sodexo é finalista de premiação na ONU

A Sodexo, por meio do Instituto Stop Hunger, organização sem fins lucrativos criada e mantida pela companhia para combater a fome e a [...]

Ainda falta muito para ficar bom

As empresas brasileiras ainda têm um longo caminho a percorrer em temas como diversidade racial e meio ambiente. Essa é uma das [...]

CPFL Energia planta 14 mil árvores em projeto de arborização

Sabe aquelas árvores que causam riscos à rede elétrica, esgoto, telefonia, calçamento e iluminação pública? A CPFL Energia resolveu [...]

Demanda aquecida faz produção de orgânicos disparar

O clamor dos brasileiros por uma alimentação mais saudável e sem agrotóxicos tem surtido efeito nas lavouras do País. Em menos de uma [...]
Ver mais