Negócios

Diageo, dona da Johnny Walker, amplia licença paternidade para seis meses mundialmente

A nova política faz parte de uma série de ações da empresa para promover a equidade de gênero e a diversidade dentro da Diageo.

Diageo, dona da Johnny Walker, amplia licença paternidade para seis meses mundialmente

A Diageo, dona das marcas de bebidas Johnny Walker, Smirinoff e Guiness, anunciou hoje que aumentará a licença maternidade/paternidade de seus funcionários para 26 semanas, cerca de seis meses. A decisão é de caráter global e vale para todos os homens e mulheres que trabalham na empresa. No Brasil, a licença maternidade é de 4 a 6 meses, enquanto a licença paternidade é de apenas cinco dias úteis.

A decisão também será aplicada a casais homoafetivos, que antes tinham licensa limitada em até 20 dias. A nova política faz parte de uma série de ações da empresa para promover a equidade de gênero e a diversidade dentro da Diageo.

Quanto aos custos de pagar salários integral a funcionários que não estarão trabalhando, a empresa afirma que o retorno virá na forma de um maior engajamento com a empresa.