Compras

Semana do Consumidor: veja 7 jeitos de comparar preços e se proteger

Crédito: Pixabay

Semana do Consumidor está ativada desde segund-feira, dia 15: veja como acompanhar os preços dos produtos e cuidar dos seus dados (Crédito: Pixabay)

Comemorado oficialmente em 15 de março, o Dia do Consumidor sempre movimenta o varejo com diversas promoções e descontos. Mas você sabe como identificar se o preço daquele produto está realmente menor? Ou como proteger os seus dados durante as compras online?

Nos últimos meses, o vazamento de dados no Brasil tem preocupado os consumidores. Com o aumento de volume de compras previsto para datas comemorativas como esta, esse problema fica ainda maior. Separamos 7 dicas de especialistas sobre como acompanhar os preços dos produtos e cuidar dos seus dados. Veja a seguir:

Compare os preços agora

Os preços baixos do Dia do Consumidor devem se estender por toda a próxima semana. Com uma variedade muito grande de ofertas, pode ser complicado para o consumidor encontrar o melhor negócio e saber se o produto realmente está mais barato. Você pode fazer isso de maneira manual, no entanto, comparadores de preços como Zoom e Buscapé, oferecem uma visão completa das promoções e gráficos com variações dos preços.

+ Novo malware na Play Store atacava contas bancárias

Histórico de cookies

Antes de procurar promoções, é importante que você limpe os cookies do seu navegador. Esses dados mostram suas preferências e são utilizados como uma espécie de “filtro” para determinar o conteúdo que chega a você. Com a limpeza, você pode acessar a uma gama mais variada de ofertas.

Cupons e cashback

Além das promoções oferecidas pelas lojas, você pode procurar por cupons de descontos e programas de cashback para ter ainda mais vantagens no Dia do Consumidor. Algumas empresas também publicam ofertas especiais em suas redes sociais ou fazem parcerias com influenciadores.

Senhas

Para a gerente executiva de Marketing e Produtos da Europ Assistance (EABR), Luciana Volante, usar senhas fortes e diferentes em cada plataforma ajuda o consumidor a se proteger. Adote senhas complexas, com combinações de letras e números, maiúsculas e minúsculas, com caracteres especiais. Outra dica da especialista é que, se possível, o consumidor opte pelo sistema de dupla autenticação, pois ele redobra a segurança.

E-mails

Luciana também destaca que os consumidores devem ter cuidado com os e-mails de phishing. Os criminosos conseguem criar ataques altamente direcionados e personalizados. E-mails com abordagens alarmistas e que solicitam senhas também devem ser checados.

Links

Já o especialista em Direito do Consumidor Digital e diretor do Brasilcon, Marco Antonio Araújo Junior, explica que os consumidores não devem clicar em links encaminhados por email, SMS ou conversas em redes sociais. É importante desconfiar sempre que for encaminhada uma promoção muito interessante de um produto que você estava procurando na internet. Antes de comprar, ele aconselha que a pessoa confirme a ação no site oficial da empresa.

Redes sociais

Segundo Araújo, outro ponto que o consumidor precisa estar atento é no caso de reclamações de fornecedores nas redes sociais. Quadrilhas virtuais monitoram as redes sociais das vítimas procurando um motivo para entrar em contato. Uma reclamação de uma prestadora de serviço de energia ou de telefonia, por exemplo, pode ser um bom motivo para estabelecerem um contato com a vítima e buscarem dados pessoais para a aplicação do golpe.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago