Edição nº 1129 12.07 Ver ediçõs anteriores

Depois do carro elétrico, chega o avião elétrico

Depois do carro elétrico, chega o avião elétrico

Um dos perigos no ar é a quantidade excessiva de querosene despejada por aeronaves. Sua combustão dá origem a diversos poluentes perigosos que contribuem para o aquecimento global, como o monóxido e o dióxido de carbono, os hidrocarburetos gasosos e óxidos de nitrogênio. Mas isso tende a mudar. A empresa israelense Eviation apresentou, no Salão Internacional da Aeronáutica e Espaço de Paris-Le Bourget, o primeiro avião 100% elétrico para fins comerciais. Chamada Alice, a aeronave comercial poderá transportar até nove passageiros em viagens de 1.040 km a 440 km/h. Aviões maiores também estão sendo estudados, mas com propulsão híbrida. Os motores elétricos entram na decolagem e no pouso, etapas que consomem mais combustível. A aeronave Alice entrará em serviço em 2022 com a proposta de tornar mais sustentável o mundo da aviação.

(Nota publicada na Edição 1127 da Revista Dinheiro)


Mais posts

1,2 trilhão de árvores para conter o aquecimento global

O plantio massivo de mudas de árvores em espaços que ainda não foram urbanizados ou tomados pela agropecuária pode ajudar o mundo na [...]

Terras indígenas e áreas de proteção ambiental em xeque na Amazônia

A expansão das atividades na Floresta Amazônica coloca em risco mais de ⅔ das reservas indígenas e de áreas protegidas, segundo um [...]

Frio aquecido

A Kroton, dona de bandeiras educacionais como Anhanguera, Fama e Unopar, fechou uma parceria com a Cruz Vermelha Brasileira para arrecadar doações de casacos, calçados, cobertores e outras roupas de frio, nos tamanhos adulto e infantil, que estejam em bom estado de conservação. A organização humanitária também aceita roupas e sapatos — especialmente nas regiões […]

Fundação Toyota lança EAD gratuito

A Fundação Toyota do Brasil, braço social da montadora multinacional japonesa Toyota, está comemorando 10 anos de existência. Para [...]

O mundo respira por aparelhos

Em dezembro de 2018, um relatório da organização Global Carbon Project, que foi produzido por 76 cientistas de 15 países, apontou que o [...]
Ver mais