Economia

Demanda por voos em março na América Latina foi 32,3% menor que março de 2019

A Associação Internacional de Transportes Aéreos (Iata, na sigla em inglês) divulgou na tarde desta quinta-feira que a demanda medida em passageiro-quilômetro pago (RPK) por voos domésticos na América Latina, em março, foi apenas 32,3% inferior a igual período de 2019, nível pré-crise.

“Seguimos observando a retomada da demanda no setor”, disse o vice-presidente regional da Iata para as Américas, Peter Cerdá, em coletiva de imprensa.

O dirigente destacou, entretanto, que a demanda por voos internacionais na região continua baixa.

“Muitas decisões sobre covid-19 na América Latina não são baseadas na ciência, são políticas”, destacou. Conforme Cerdá, os países precisam aliviar o trânsito de passageiros vacinados.



Ele salientou que o alto custo do teste do tipo PCR para detectar a covid-19 também é um entrave para a retomada da demanda por voos.

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago