Economia

Demanda por bens industriais no País cai 1,2% em fevereiro ante janeiro, diz Ipea

A demanda por produtos industriais no País recuou em fevereiro, segundo dados do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea). O Indicador Ipea de Consumo Aparente de Bens Industriais caiu 1,2% em relação a janeiro.

O indicador é calculado a partir da soma das importações de bens industriais e da produção industrial brasileira, excluídas as exportações.

A produção industrial destinada ao mercado nacional encolheu 1,6% em fevereiro ante janeiro, enquanto a importação de bens industriais teve uma queda de 0,7%. Todas as categorias de uso tiveram perdas de demanda, com exceção dos bens intermediários, que cresceram 0,8%. O consumo de bens de capital encolheu 4,5%.

Na comparação com fevereiro de 2020, o consumo de bens industriais teve um crescimento de 5,4% em fevereiro de 2021. O consumo de produtos nacionais avançou 1,5%, e o de bens importados aumentou 24,2%.



A única categoria de uso com perda nesse tipo de comparação foi a de bens de consumo semiduráveis e não duráveis, com redução de 1,3%.

Nos 12 meses encerrados em fevereiro, o Indicador Ipea de Consumo Aparente de Bens Industriais ainda acumula um recuo de 5,3%.

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago