Economia

Demanda internacional em junho foi 80,9% menor que a de junho de 2019, diz Iata

A demanda internacional de passageiros (RPK) em junho foi 80,9% menor do que junho de 2019, nível pré-crise, com as restrições nas fronteiras ainda impactando a retomada das companhias aéreas, informou nesta quarta-feira, 28, a Associação Internacional de Transportes Aéreos (Iata, na sigla em inglês). “A demanda internacional ainda é cerca de 20% do que tínhamos em 2019”, disse o diretor-geral da IATA, Willie Walsh.

O dirigente reforçou a necessidade de flexibilização das restrições nas fronteiras. “Já vemos sinais de flexibilização, mas os governos precisam tomar decisões baseadas na ciência. As viagens internacionais não representam riscos para os países”, observou. Em junho, a demanda doméstica de passageiros (RPK) foi 22,4% menor do que igual período de 2019, nível pré-crise. Já a demanda de carga (CTK) no mês passado foi 9,9% superior a junho de 2019.

Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago



Tópicos

demanda Iata junho voos