Negócios

Demanda em IPO do Burger King Brasil explode e ação deve sair do topo

Crédito: Arquivo/IstoÉ Dinheiro

Além do excesso de horas trabalhadas, o inquérito apontou que o Burger King suprimia, de forma rotineira, o descanso semanal remunerado dos funcionários, que eram obrigados a trabalhar numa frequência de sete ou mais dias consecutivos sem folga (Crédito: Arquivo/IstoÉ Dinheiro)

Depois da oferta da BR Distribuidora sair da gaveta, a demanda pelas ações do Burger King Brasil em sua oferta inicial de ações (IPO, na sigla em inglês) chegou perto de quatro vezes a oferta. Esta foi uma das operações que mais atraiu a atenção dos investidores neste ano. Com o sucesso, a ação deve sair no topo da faixa indicativa de preço, que tinha sido estabelecida entre R$ 14,50 e R$ 18.

No teto

Há alguns anos nenhuma oferta consegue ser precificada no máximo do intervalo no Brasil. A precificação está marcada para quinta-feira, 14, e a ação da rede de fast food estreia na bolsa brasileira na segunda-feira, dia 18. Procurado, o Burger King não comentou.

Veja também
+ Como podcasts podem ajudar na educação financeira do brasileiro
+ Mistério: mulher descobre que não é a mãe biológica de seus próprios filhos
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km