Geral

Delegado Marcelo Xavier pode ser novo presidente da Funai

O novo presidente da Fundação Nacional do Índio (Funai) deve ser o delegado de polícia Marcelo Augusto Xavier. Ao menos foi essa a informação dada pelo novo ministro da Secretaria de Governo, Luiz Eduardo Ramos.

Em encontro realizado com deputados da Frente Parlamentar Agropecuária (FPA), Ramos disse que o nome está sendo avaliado pelo governo e que o presidente Jair Bolsonaro “provavelmente vai chancelar”. A nomeação deve ser publicada no Diário Oficial da União nos próximos dias.

Marcelo Augusto Xavier é um nome que agrada a bancada ruralista. Ele atuou na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Funai, em 2016, tendo apoiado os parlamentares que apuravam supostas irregularidades no órgão.

Em 11 de junho, o general Franklimberg Ribeiro de Freitas deixou a presidência da Funai, após ser alvo de forte pressão da bancada, que julgou que seus principais interesses teriam sido confrontados.

Franklimberg passou a ser alvo de pressão de ruralistas liderados pelo secretário de Assuntos Fundiários do Ministério da Agricultura (Mapa), Luiz Antonio Nabhan Garcia, amigo de longa data de Bolsonaro. Presidente licenciado da União Democrática Ruralista (UDR), Nabhan passou a ser o principal articulador das mudanças na demarcação de terras indígenas e licenciamento ambiental envolvendo essas áreas.

Ao jornal O Estado de S. Paulo, Nabhan não quis comentar o nome de Marcelo Xavier. “Quem define sobre isso é o presidente da República. O que é importante é que seja alguém de perfil técnico, o que não vinha acontecendo até hoje.”

Veja também

+ Veja mudanças após decisão do STF sobre IPVA
+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos
+MasterChef: competidora lava louça durante prova do 12º episódio’
+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil
+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados
+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?