Edição nº 1138 16.09 Ver ediçõs anteriores

Decoração otimista

Decoração otimista

Os negócios no segmento de móveis, decoração e design costumam ser um bom termômetro da confiança na atividade econômica futura. No que depender da movimentação no pioneiro shopping D&D, em São Paulo, o horizonte é promissor. “Nos últimos 40 dias, concluímos as negociações para a abertura de onze lojas”, diz Angelo Derenze, diretor do empreendimento aberto em 1995 e que integra o World Trade Center, onde também funciona uma unidade do hotel Sheraton. Entre as novidades está a grife de decoração L’Oeil, hoje controlada por um grupo francês. A loja terá 400 m². “Nem abriu e o dono já quer saber se temos mais espaço para uma ampliação”, diz Derenze, que pretende incrementar a própria decoração do D&D com grandes telões e totens interativos, além de programar grandes eventos para o segundo semestre. A expectativa de crescimento no setor é confirmada pelo aumento nos registros de novos imóveis na capital paulista, cuja alta foi de 11,3% no primeiro trimestre.

(Nota publicada na Edição 1124 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Negócio de gente grande

Um dos maiores complexos temáticos do País, o cearense Beach Park deve fechar o ano com crescimento de mais de 20% sobre 2018. O grupo, [...]

Lugar de médico é no shopping

A proliferação das clínicas médicas populares tem levado grandes redes do setor a locais, digamos, pouco convencionais do mercado da [...]

Unidos pelo bilhão

A Duff & Phelps do Brasil, consultoria global de finanças corporativas, e a Kroll, empresa mundial de gestão de riscos e [...]

À procura de imigrantes

Enquanto o Brasil não sabe o que fazer com mais de 11 milhões de desempregados, o Canadá não sabe como preencher suas vagas de [...]

Contrate bem sem olhar a quem

A operação brasileira Oracle, uma das mais importantes da gigante americana de tecnologia, selecionou um recurso da brasileira HRTech [...]
Ver mais