Negócios

De onde vem a fortuna de Jay-Z, o primeiro bilionário do hip-hop

Dono de diversos investimentos e empresa, Jay-Z diversificou suas áreas de atuação para se tornar o primeiro rapper a atingir a marca de US$ 1 bilhão em fortuna pessoal

Esqueça as músicas, discos e clipes de Jay-Z. O rapper teve que ir além de suas carreira musical para conseguir atingir seu primeiro bilhão e se tornar o primeiro bilionário da história do hip-hop. Foi se aventurando na carreira de empresário que o músico realmente acumulou sua fortuna e atingiu a marca histórica, algo impensável para um garoto que cresceu no conjunto habitacional de Marcy, no bairro do Brooklyn, em Nova York.

Dono de uma das mais importantes agências de gerenciamento de talento do mundo, até um dos melhores champagnes do planeta, Jay-Z diversificou suas fontes de renda e se tornou imune a variações do mercado, o que lhe rendeu o título de um dos homens mais ricos dos Estados Unidos segundo a revista Forbes. Veja abaixo como o rapper, produtor, empresário e, de quebra, marido da cantora Beyoncé, construiu seu império.

Armand de Brignac – US$ 310 milhões

Garrafas da Armand de Brignac

Em 2014 Jay-Z anunciou a compra da vinícola Armand de Brignac, cujas garrafas custam em média US$ 300 e quem tem grande reputação no mundo da enologia.

Investimentos – US$ 220

Um dos principais investimentos feitos pelo rapper aconteceu em 2013, quando investiu US$ 2 milhões na promissora empresa Uber. Ele até tentou comprar mais US$ 5 milhões de participação da empresa, mas acabou sendo vetado pelo fundador Kalanick. Após o IPO do aplicativo, até que a recusa não foi mal negócio.



D’Ussé – US$ 100 milhões

Garrafa do conhaque D’Ussé

Além de champagne, Jay-Z tem participação na D’Ussé, uma marca de conhaque lançada em parceria com a Bacardi em 2012. Os resultados são impressionantes: uma média de 200 mil garrafas vendidas por mês, com crescimento anual médio de 80%.

Tidal – US$ 100 milhões

Uma das “jóias da coroa” de Jay-Z é seu serviço de streaming musical, que foi lançado sob a alegação de ser o “streaming dos artistas”, oferecendo remuneração justa e alta qualidade de som. O rapper comprou em 2015 um serviço já estabelecido por US$ 60 milhões e relançou sob novo nome e rebrand.

Roc Nation – US$ 75 milhões

Pode não ser o ativo mais valioso de Jay-Z, mas a Roc Nation foi a responsável por elevar o patamar do músico para empresário. Uma das maiores agências de talento do planeta, tem em seu portfólio músicos que vão desde Rihana, Mariah Carrey, Shakira e Claudia Leitte, até esportistas como Jerome Boateng, Kevin Durant e Kavin De Bruyne. Foi por conta da Roc Nation que o produtor abriu mão de ser dono do time de basquete Brooklyn Nets por conta de conflito de interesse.

Catálogo de música – US$ 75 milhões

Capa do último disco de Jay-Z, lançado em 2017
Capa de seu último disco, lançado em 2017

Grandes especialistas do rap consideram Jay-Z um dos melhores do gênero por sua capacidade de criar os mais diversos ritmos e cadência enquanto cita seus versos. Por conta disso, além de grandes discos solos, ele tem grandes parcerias como no disco Collision Course com a banda de rock Linkin Park e Watch The Throne, em parceria com Kanye West. É estimado que suas músicas tenham cerca de 1 bilhão de streams anualmente

Coleção de arte – US$ 70 milhões

Jay-Z já citou o artista moderno Jean-Michel Basquiat em diversas de suas músicas, e em 2013 desembolsou US$ 4,5 milhões para comprar a obra “Mecca”.

Imóveis – US$ 50 milhões

Mansão de Jay-Z em Los Angeles
Mansão de Jay-Z em Los Angeles

Depois de ter gêmeos, Jay-Z resolveu comprar duas casas para chamar de sua: uma em Bel-Air, Los Angeles, de US$ 88 milhões, e outra em East Hampton, cidade litorânea no estado de Nova York, por US$ 26 milhões. As duas propriedades se juntaram a sua cobertura na cidade de Nova York de US$ 6,85 milhões.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel