Negócios

Daly, do Fed, diz que banco central pode começar a reduzir estímulos ainda neste ano

Daly, do Fed, diz que banco central pode começar a reduzir estímulos ainda neste ano

Mary Daly, presidente do Federal Reserve de San Francisco

(Reuters) – O banco central dos Estados Unidos pode estar em posição de começar a reduzir seu apoio extraordinário à economia norte-americana no final deste ano ou no início do próximo, de acordo com a presidente do Federal Reserve de San Francisco, Mary Daly.

“Estou otimista em relação à recuperação”, disse Daly a repórteres nesta terça-feira após palestra no Instituto Peterson sobre riscos das mudanças climáticas.

“Progresso substancial adicional” em direção ao pleno emprego e à meta de inflação de 2% do Fed –condições que o banco central estabeleceu em dezembro passado para reduzir seus 120 bilhões de dólares em compras mensais de ativos– está “dentro de nossa linha de visão; acho que é possível chegarmos lá em algum momento no final deste ano ou no início do próximo”.

“Ainda não chegamos lá, mas é apropriado começarmos a nos preparar para o momento em que atingirmos esse ponto”, disse ela.



Por outro lado, falar sobre qualquer mudança nos juros nem está nos planos, e o Fed precisa se manter “estável” na política monetária e não responder aos próximos meses de dados “voláteis” sobre o mercado de trabalho e a inflação.

(Por Ann Saphir)

tagreuters.com2021binary_LYNXNPEH5L11Y-BASEIMAGE

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago