Mundo

Crianças preferem carreira de youtuber a de astronauta, mostra pesquisa

Os pesquisadores entrevistaram três mil crianças de oito a 12 anos, além de 326 pais com filhos entre cinco e 12 anos nos EUA, Reino Unido e China

Crianças preferem carreira de youtuber a de astronauta, mostra pesquisa

A nova geração dos EUA e Reino Unido tem três vezes mais preferência em se tornar um influenciador digital (29%) do que explorar os mistérios dos cosmos

Na era da revolução das plataformas digitais, crianças abandonaram os sonhos de serem astronautas, bombeiros ou atletas famosos e preferem se tornar youtubers. É o que mostra uma pesquisa feita pela Lego, em comemoração aos 50 anos da conquista da Lua, realizada com crianças dos Estados Unidos, Reino Unido e China.

Os pesquisadores entrevistaram três mil crianças de oito a 12 anos, além de 326 pais com filhos entre cinco e 12 anos, e deram cinco opções de carreira: astronauta, professor, músico, atleta e youtuber. A nova geração dos EUA e Reino Unido tem três vezes mais preferência em se tornar um influenciador digital (29%) do que explorar os mistérios dos cosmos (11%). A carreira de astronauta aparece na quinta colocação, atrás de professor (25%), atleta profissional (21%) e músico (18%).

Já as crianças chinesas mantêm no topo o sonho de ir ao espaço, com 56% da preferência. A seguir aparecem as carreiras de professor (52%), músico (47%) e atleta (37%). A profissão de youtuber aparece na quinta posição, com 18% de interesse.

A pesquisa da Lego também revelou que três em cada quatro crianças acreditam que os humanos viverão no espaço ou em outros planetas. Esta opinião é mais forte na China, com 96% de aprovação do entrevistados, contra 68% nos EUA e 63% no Reino Unido. Perguntadas se gostariam de ir ao espaço, 95% dos entrevistados chineses responderam positivamente, a mesma de 70% das crianças nos EUA e 63% das britânicas.