Giro

Crianças com epilepsia são mais propensas a ter distúrbios do sono

Crédito: Reprodução/Unsplash

Boy sleeping with teddy bear (Crédito: Reprodução/Unsplash)

Cientistas descobriram que crianças com epilepsia dormem pior em comparação com crianças saudáveis. Eles também são mais propensos a ter distúrbios, como pesadelos, sonambulismo ou problemas respiratórios durante o sono, segundo matéria do portal MedikForum.ru.

+ Consumir maças melhora a saúde do cérebro dos ratos

Uma equipe do Centro de Saúde do Cérebro Humano da Universidade de Birmingham analisou 19 estudos publicados sobre sono e epilepsia em crianças e adolescentes para compreender e descobrir as conexões entre os dois.

Suas descobertas, publicadas na revista Sleep Medicine Reviews, descobriram que crianças e adolescentes com epilepsia dormiam em média 34 minutos a menos por noite do que participantes saudáveis, e eram mais propensos a ter episódios de vigília noturna ou parassonia, incluindo pesadelos e sonambulismo. Eles também tiveram uma qualidade de sono inferior e uma porcentagem maior de sono REM do que crianças sem epilepsia.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel