Negócios

Crescimento internacional abaixo do esperado derruba ações da Netflix

Entre abril e junho, a rede de streaming adicionou 2,8 milhões de usuários internacionais, enquanto os executivos esperavam a soma de 4,8 milhões de novas contas

Crescimento internacional abaixo do esperado derruba ações da Netflix

A adesão de assinantes internacionais, principalmente em mercados emergentes, é um fator relevante para o fechamento das contas e na decisão de futuros investimentos

As ações da Netflix abriram em queda acima de 10% nesta quinta-feira (18), após a divulgação de um crescimento abaixo do esperado de novos assinantes fora dos Estados Unidos, segundo o balanço dos resultados do segundo trimestre publicado nesta quarta (17). Entre abril e junho, a rede de streaming adicionou 2,8 milhões de usuários internacionais, enquanto os executivos esperavam uma soma de 4,8 milhões de novas contas.

Atualmente a Netflix tem 151,5 milhões de usuários fora dos EUA. A adesão destes assinantes, principalmente em mercados emergentes, é um fator relevante para o fechamento das contas e na decisão de futuros investimentos. No primeiro trimestre deste ano, a rede divulgou a entrada de mais de 9 milhões de usuários internacionais.

A companhia elenca uma série de fatores para o erro de 42% nas previsões, desde a falta de lançamentos que chamassem a atenção do público até o alto valor cobrado em alguns países. A empresa espera se redimir no próximo trimestre e projeta a adesão de 6,2 milhões de novas contas fora do mercado norte-americano.

A chegada de concorrentes de peso no serviço de streaming pode dificultar estes planos. Em novembro está prevista a estreia do serviço exclusivo da Disney, com um catálogo repleto de sucessos, como os filmes da Marvel e a saga Star Wars. O grupo Warner também entrará na disputa se associando ao HBO Max, incluindo a exibição exclusiva de Friends, uma das principais fontes de audiência da Netflix, The Office e Um Maluco no Pedaço.