Negócios

Credores aprovam plano de recuperação judicial do Hopi Hari

Crédito: Divulgação/ Hopi Hari

Parque está em processo de recuperação judicial há 5 anos (Crédito: Divulgação/ Hopi Hari)



O plano de recuperação judicial do parque de diversões Hopi Hari foi aprovado na noite desta quarta-feira (2) após uma reunião de nove horas entre os representantes legais dos administradores do parque e os advogados dos credores. 

De acordo com o presidente do parque, Alexandre Rodrigues, a aprovação foi uma vitória da atual administração e que a presença de credores como o BNDES, SLW, Prevhab e Mirai, que estavam antes fora do processo pela administração anterior, demonstrou a confiança no plano apresentado pela atual gestão.   

+SP: após concretagem de cratera, pista da marginal será liberada hoje

No começo de novembro do ano passado, um grupo que incluía os donos do Beto Carreiro e do Playcenter fizeram uma proposta para a compra do parque. 



Apesar da pandemia de Covid-19, o Hopi Hari conseguiu um faturamento de R$98 milhões no ano passado e alcançou R$ 32 milhões de Ebitda, que se trata do lucro antes do cálculo de juros, impostos, depreciação e amortização. Em 148 dias abertos em 2021, foram 733 mil visitantes, conforme a atual administração. Uma média de 4,9 mil pessoas por dia. 

Com a aprovação do plano de recuperação judicial, o Hopi Hari deverá seguir com os projetos para novos investimentos no empreendimento. O parque está em processo de recuperação judicial há cinco anos.