Economia

Caixa anuncia nova taxa de juros em crédito imobiliário com imóvel de garantia

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

A expectativa da Caixa é ampliar em 10 vezes o volume de contratações de crédito imobiliário na modalidade home equity (Crédito: Arquivo/Agência Brasil)

A Caixa Econômica Federal anunciou nesta quinta-feira (30) novas taxas para o crédito imobiliário na modalidade home equity, onde o imóvel é tido como garantia do empréstimo. Segundo o presidente do banco, Pedro Guimarães, as novas taxas estarão disponíveis para o público na próxima segunda-feira (3) e serão as menores do mercado, até 0,90% ao mês.

Os empréstimos nessa modalidade são comuns nos Estados Unidos e no Brasil há um volume de financiamentos nesse molde na casa dos R$ 11 bilhões, sendo 32% do market share (fatia de mercado) nas mãos da Caixa. Aqui, o cliente poderá oferecer um imóvel residencial ou comercial como garantia de empréstimo.

+ Volume de crédito imobiliário cresce 22% até junho mesmo com pandemia, diz Caixa
+ Abecip: crédito imobiliário soma R$ 7,13 bilhões em maio, alta de 8,2%

A expectativa do banco é ampliar o volume de contratações para R$ 40 bilhões nos próximos anos, um aumento de 10 vezes. Segundo Guimarães, a redução da taxa de juros fez com que o segmento fosse considerado um bom atrativo nas contratações de crédito.

Veja como vai funcionar a contratação de crédito imobiliário através da Caixa

A atualização do financiamento poderá ser feita pela Taxa Referencial de Juros (TR), Índice de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA) ou Taxa Fixa e estarão disponíveis para aqueles imóveis que estão livres de ônus, ou seja, que não tem garantia para nenhum outro banco. Todos os contratos terão prazo máximo de 180 meses (15 anos).

As taxas apresentadas pela Caixa levando em conta inflação, juros e taxa fixa
As taxas apresentadas pela Caixa levando em conta inflação, juros e taxa fixa (Crédito:Reprodução/YouTube)

– Para quem contratar através do IPCA terá uma taxa mensal inicial de 0,60%, com quota máxima de financiamento em relação ao valor do imóvel de até 50%.

– Aos que optarem pela Taxa Referencial, a taxa inicia em 0,70% ao mês, com quota máxima de financiamento até 60%.

– Já pela Taxa Fixa, que não sofre com as correções de inflação ou juros, a alíquota inicial é de 0,80% ao mês, com quota máxima de financiamento em até 60% do valor do imóvel.

O simulador estará disponível no site da Caixa e as contratações poderão ser feitas através das agências Caixa e nos mais de 8 mil Correspondentes Caixa Aqui (CCA).

O presidente da Caixa apresentou uma comparação usando a Taxa Referencial com as taxas mensais da Caixa e de outros três bancos (veja abaixo), onde a da instituição financeira apresenta mais vantagens para o cliente.

Simulação levando em conta um contrato de financiamento de R$ 150 mil
Simulação levando em conta um contrato de financiamento de R$ 150 mil (Crédito:Reprodução/YouTube)

Em uma simulação com outros quatro bancos, levando em consideração a TR, a Caixa argumenta que oferece uma taxa de até 0,90% ao mês, e afirma que as outras instituições variam entre 0,94% e 1,53%.

 

Veja também

+ Funcionário do Burger King é morto por causa de demora em pedido

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Bolsonaro veta indenização a profissionais de saúde incapacitados pela covid-19

+ Nascidos em maio recebem a 4ª parcela do auxílio na quarta-feira (05)

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?