Finanças

Crédito franqueado

Fintechs que emprestam para empresas apostam em parceria com franquias para expandir operação

Crédito: Gabriel Reis

Hashi no dinheiro: a Kavod, deNeulfeld, fez acordo com a Trend Foods, dona da China in Box e da Gendai (Crédito: Gabriel Reis)

Conquistar a credibilidade dos clientes é um dos maiores desafios das 70 fintechs de crédito que operam no País. Para driblar tal dificuldade, essas empresas encontraram nas parcerias um atalho para se expandir. Uma das principais frentes dessa estratégia são os acordos com donos de franquias, especialmente no segmento de alimentos. Em alguns casos, as taxas chegam a ser 70% menores que as dos bancos. Ao serem indicadas pelos master franqueados para os lojistas da rede, elas conquistam a confiança dos empresários acostumados a negociar com gerentes bancários e aceleram o ganho de escala da operação.

Essa é a principal tática adotada pela Kavod, que oferece crédito corporativo a micro e pequenas empresas. A fatia de 75% da sua carteira, de R$ 4 milhões, está voltada para empréstimos a lojas de franquias como KFC, Subway e McDonald’s. O interesse dos lojistas motivou a empresa a buscar acordo com os donos das marcas. Há cerca de quatro meses, o primeiro contrato foi fechado com a Trend Foods, cuja rede tem 220 lojas das bandeiras China in Box e Gendai, distribuídas em 22 Estados. “Já fechamos um empréstimo e estamos prestes a concluir o processo com mais sete lojas”, diz Fabio Neufeld, presidente da Kavod.

A indicação da empresária Vivian Cantarelli foi fundamental para esse movimento. Proprietária de uma loja do China in Box em Santos, ela foi a primeira cliente da Kavod depois de firmada a parceria. Vivian aponta como principal vantagem a facilidade de fornecer garantia. “No banco, pediram um imóvel como garantidor, enquanto na Kavod foi possível pegar o empréstimo usando o limite dos cartões de crédito da própria empresa como garantia”, diz ela.

O mesmo caminho é trilhado pela BizCapital, que opera desde 2016 e há um ano fechou a primeira parceria com o Peixe Urbano. “Esse acordo e as lojas franqueadas respondem por 20% do nosso faturamento”, diz Francisco Ferreira, fundador da BizCapital. Agora, a fintech planeja um passo mais ousado: pretende finalizar até o mês que vem outro acordo, dessa vez com um master franqueado que tem uma rede de 1.200 estabelecimentos. “Será o nosso maior contrato, capaz de aumentar em 25% o volume de empréstimos”, afirma.

A Nexoos, plataforma que oferece crédito a companhias de todos os tamanhos, ajusta o foco na busca por parceiros para estabelecer uma nova fonte de expansão. “Depois de emprestar para algumas lojas das marcas Vivenda do Camarão e McDonald’s, estamos prestes a fechar contrato com um importante master franqueado”, diz Nicolas Arrellaga, sócio-fundador da empresa. Hoje, a companhia sustenta o crescimento com uma rede de 1.500 agentes de crédito, responsável por trazer clientes que representam 25% da sua carteira, que soma R$ 80 milhões.