Negócios

Credit Suisse eleva lucro em 75% no 1º trimestre, mas também amplia provisões

Crédito: Reprodução/Credit Suisse

Na mesma comparação, a receita do segundo maior banco da Suíça em ativos aumentou 7%, a 5,78 bilhões de francos suíços (Crédito: Reprodução/Credit Suisse)

O Credit Suisse divulgou nesta quinta-feira que teve lucro líquido de 1,31 bilhão de francos suíços (US$ 1,35 bilhão) no primeiro trimestre de 2020, 75% maior do que o ganho obtido no mesmo período do ano passado. O resultado foi atribuído ao bom desempenho do seu negócio de mercados globais e à venda de uma plataforma de fundos.

Na mesma comparação, a receita do segundo maior banco da Suíça em ativos aumentou 7%, a 5,78 bilhões de francos suíços.

+ Credit Suisse projeta contração de 1,5% no PIB da América Latina em 2020
+ Credit Suisse triplica lucro no 4º trimestre, mas resultado decepciona 

Os números trimestrais superaram as previsões de analistas consultados pelo Credit, de lucro de 1,02 bilhão de francos suíços sobre receita de 5,7 bilhões de francos suíços.

Por outro lado, o Credit provisionou 568 milhões de francos suíços para perdas com crédito entre janeiro e março, ante 81 milhões de francos suíços no mesmo intervalo de 2019 e bem acima do consenso de analistas, de 139 milhões de francos suíços.

Por volta das 5h40 (de Brasília), a ação do Credit operava em baixa de 2% na Bolsa de Zurique. Com informações da Dow Jones Newswires.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel