Giro

Cratera mais antiga do mundo está localizada na Austrália

Crédito: Reprodução/NASA

Estudo levanta a possibilidade deste impacto de asteroide ter ocorrido numa paisagem coberta de gelo e teria a metade da idade do Planeta (Crédito: Reprodução/NASA)

Um cientista da NASA descobriu que a cratera de impacto em Yarrabubba, na Austrália, é a mais antiga encontrada no planeta Terra. Com 2,2 bilhões de anos e é 200 milhões de anos mais antiga que a cratera de Vredefort, considerada até agora a mais velha do planeta.

+ Nasa fotografa rover chinês na superfície de Marte

De acordo com um estudo publicado pela revista Nature, as análises dos minerais, nomeadamente zircónio e monazita, revelaram a idade exata da cratera, levantando a possibilidade deste impacto de asteroide ter ocorrido numa paisagem coberta de gelo. A cratera terá então metade da idade do Planeta, segundo informações da BBC.

A cratera de impacto de Yarrabubba fica numa região remota do ocidente australiano e foi provocada pela queda de um meteorito que abriu um buraco com 70 quilômetros de diâmetro. “A idade da cratera corresponde precisamente com o final do período de glaciação global. Por isso, o impacto pode ter influenciado o clima do nosso planeta”, explicou Chris Kirkland, da Universidade Curtin.



A descoberta de crateras como esta não só ajuda a compor a história da Terra, como podem testemunhar o papel que os corpos celestes que colidiram com a Terra tiveram no ambiente.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago