Farol DINHEIRO

CPMF é para valer ou para fazer marola?

O ministro Paulo Guedes e o secretário da Receita, Marcos Cintra, parecem levar a CPMF a sério e acreditam que haverá apoio popular à proposta

Crédito: Pedro Ladeira/Folhapress

Muita gente pensa que a proposta da recriação da CPMF seja apenas um “bode na sala” inventado pela equipe econômica para passar outros itens menos indigestos. Mas o ministro Paulo Guedes e o secretário da Receita, Marcos Cintra, parecem levar o negócio a sério e acreditam que haverá apoio popular à proposta quando o pacote chegar ao Congresso. Eles também acreditam que as pesquisas mentem sobre a popularidade do presidente e que tudo vai muito bem no País. Quem acredita nisso, acredita em tudo – até que a CPMF possa ter apoio nos deputados e da opinião pública.