Giro

‘Covid longa’ deve ser ‘prioridade clara’ para autoridades sanitárias (OMS)

‘Covid longa’ deve ser ‘prioridade clara’ para autoridades sanitárias (OMS)

(Arquivo) O diretor da OMS Europa, Hans Kluge - Ritzau Scanpix/AFP/Arquivos

A chamada “covid longa”, que afeta misteriosamente um número significativo de pacientes de covid-19, deve ser “uma prioridade clara” para todas as autoridades sanitárias do mundo, afirmou o escritório europeu da Organização Mundial da Saúde (OMS) nesta quinta-feira (25).

“É uma prioridade clara para a OMS e da mais alta importância. Deve ser para todas as autoridades sanitárias”, frisou o diretor para Europa desta agência da ONU, Hans Kluge, em entrevista coletiva.

Kluge lamentou que os sintomas de longa duração enfrentam com frequência “a incredulidade ou uma falta de compreensão”.

As pessoas que sofrem sintomas durante um longo período “devem ser ouvidas se queremos entender as consequências a longo prazo e a cura da covid-19”, destacou.

Alguns estudos começam a jogar uma luz sobre a questão, mas ainda não foi possível compreender o que leva alguns pacientes de covid-19 a prosseguir durante meses com sintomas, como cansaço extremo, dificuldades respiratórias ou problemas neurológicos e cardíacos às vezes muito graves.

Veja também

+ Carreira da Década - Veja como ingressar na carreira que faltam profissionais, mas sobram vagas
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel