Giro

Covid é menos grave com Ômicron do que com Delta, aponta estudo dos EUA

Crédito: REUTERS/Shannon Stapleton

Paciente entubado em UTI em hospital em Cuyahoga Falls, Ohio, EUA (Crédito: REUTERS/Shannon Stapleton )

Por Manojna Maddipatla e Leroy Leo

(Reuters) – A variante Ômicron parece resultar em Covid-19 menos grave do que observado em períodos anteriores de alta transmissão do coronavírus, incluindo a onda Delta, com internações hospitalares mais curtas, menos necessidade de terapia intensiva e menos mortes, de acordo com um novo estudo dos Estados Unidos.



+ Brasil registra 183.722 casos de Covid-19 e 487 novas mortes, diz Ministério da Saúde

No entanto, a variante Ômicron, de rápida disseminação, levou a um número recorde de infecções e hospitalizações, sobrecarregando o sistema de saúde dos EUA.

Apesar da disparada nos casos de Covid, a porcentagem de pacientes hospitalizados em unidades de terapia intensiva (UTI) durante a atual onda da Ômicron foi cerca de 29% menor do que durante o surto do inverno passado (no hemisfério norte) e cerca de 26% menor do que durante a onda Delta, mostrou estudo publicado nesta terça-feira no Relatório Semanal de Morbidade e Mortalidade do Centro para Controle e Prevenção de Doenças (CDC) dos EUA.

+ Especialista revela o segredo dos bilionários da bolsa. Inscreva-se agora e aprenda!


A menor gravidade da Covid-19 durante o período da Ômicron provavelmente está relacionada à maior cobertura vacinal, dose de reforço entre aqueles elegíveis para as vacinas extras, bem como infecções anteriores que fornecem alguma proteção imunológica, segundo o estudo.

As mortes no período de 19 de dezembro a 15 de janeiro, quando as infecções por Ômicron estavam no pico, tiveram uma média de 9 por 1.000 casos de Covid, em comparação com 16 por 1.000 no pico do inverno anterior e 13 durante a onda Delta, mostrou o estudo.


As conclusões foram consistentes com análises de dados anteriores da África do Sul, Inglaterra e Escócia, onde as infecções da Ômicron atingiram o pico mais cedo do que nos Estados Unidos, disse o CDC.

Hospitalizações relativamente altas entre crianças durante o período da Ômicron podem estar relacionadas a taxas de vacinação mais baixas em comparação com adultos, afirmou a agência.

O estudo envolveu a análise de dados de um grande banco de dados de saúde e de três sistemas de vigilância para avaliar as características da Covid-19 nos EUA de 1º de dezembro de 2020 a 15 de janeiro de 2022.

tagreuters.com2022binary_LYNXMPEI0O12K-BASEIMAGE



Tópicos

amostra coletada Anvisa capital paulista comprovante de endereço comprovante de residência coronavírus covid Covid-19 Delta dose de reforço dose de reforço coronavac dose de reforço covid dose de reforço curitiba dose de reforço idosos dose de reforço idosos sp dose de reforço pfizer dose de reforço profissionais da saúde dose de reforço são paulo dose de reforço sorocaba dose de reforço sp genotipagem GOVERNO DE SÃO PAULO Hospital Geral Guaianazes Hospital Municipal Tide Setúbal imunizante Janssen Ministério da Saúde omicron países africanos parque do ibirapuera está aberto hoje parque ibirapuera fotos parque ibirapuera horário de funcionamento parque ibirapuera localização parque ibirapuera o que fazer parque ibirapuera próximos eventos passaporte vacina sp Pfizer Precisa agendar para ir no Ibirapuera? Quais portões do Ibirapuera estão abertos? Qual é o tamanho do parque do Ibirapuera? Quando abrirá o parque do Ibirapuera? Quando os parques voltam a funcionar? Quanto custa para entrar no parque Ibirapuera? quarentena rede municipal de saúde reforço Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo segunda dose sequenciamento sequenciamento genômico sintomas da doença sintomáticos SP telefone do parque ibirapuera vacina da Pfizer vacina já sp vacina sp 3 dose vacina sp astrazeneca vacina sp cadastro vacina sp calendario vacina sp fila vacina sp idade vacina sp locais vacina sp pfizer vacina sp sabado vacina sp terceira dose vacinação vacinação nacional variante delta variantes