Internacional

Covax precisa de 5,2 bilhões de dólares para financiar vacinas

Crédito: AFP

Trabalhadores humanitários verificam remessa de vacinas contra o coronavírus enviadas ao Sudão (Crédito: AFP)

O sistema internacional Covax, que fornece vacinas contra a covid-19 para países pobres, informou nesta quarta-feira (19) que precisa de 5,2 bilhões de dólares em três meses para financiar as doses do imunizante em 2022.

A Covax celebrou neste fim de semana a superação do marco de 1 bilhão de doses ofertadas, após um ano de operações e a aceleração da vacinação em novembro e dezembro de 2021.



“Em 2022, podemos ajudar a conter a covid adaptando nossa forma de agir e garantindo que as doses sejam usadas rapidamente, injetadas com segurança, e respondam às preferências dos países e seus objetivos de cobertura”, disse Seth Berkley, chefe da Aliança para Vacinas, um dos pilares da Covax com a OMS, Unicef e Cepi.

“Isso ajudará o mundo a reduzir os riscos da pandemia e incertezas”, destacou, por ocasião de um chamado a doadores.

Lewandowski manda MPs em todo o País fiscalizarem vacinação de crianças

+ Especialista revela o segredo dos bilionários da bolsa. Inscreva-se agora e aprenda!



A Covax necessita de 3,7 bilhões de dólares para custear uma reserva de 600 milhões de doses. A reserva deve garantir que o fornecimento seja realizado sem problemas e assim poder enfrentar imprevistos como as doses de reforço adaptadas às novas variantes.

Outra quantia de 1 bilhão de dólares será destinada a ajudar os países de menor renda a preparar e distribuir as vacinas, a fim de evitar o desperdício.

Além disso, 545 milhões de dólares servirão para cobrir custos como transporte, seringas e seguros.

Até o momento, a Covax recebeu 192 milhões de dólares de doadores.

O chefe da OMS, Tedros Adhanom Ghebreyesus, voltou a denunciar a falta de equidade em termos de vacinas, apontando que embora já tenham sido administradas 10 bilhões de doses anticovid até agora, cerca de metade da população mundial ainda não foi vacinada.