Agronegócio

Cotação do óleo de palma na Bolsa da Malásia deve recuar, diz corretora

Kuala Lumpur, 21 – Os preços do óleo de palma tendem a recuar no segundo semestre deste ano, estima a corretora de commodities agrícolas Kenanga Research. A corretora projeta que os futuros do produto, negociados na Bolsa da Malásia, devem operar no intervalo entre 2.000 ringgits a 2.200 ringgits por tonelada (US$ 1 = 4,18201 ringgits). A previsão anterior da corretora era de 2.400 ringgits por tonelada para as cotações do produto no segundo semestre deste ano.

Segundo a Kenanga Research, a revisão para baixo no preço esperado para a commodity ocorre em virtude da possível proibição de importação do biodiesel de óleo de palma pela União Europeia (UE) e pelo eventual incremento no fornecimento de palma, pelos principais países produtores.

A corretora caracterizou como “pessimista” sua percepção sobre o setor produtivo da Malásia e considera que o atual ambiente para a commodity deve pressionar a rentabilidade dos produtores.

Na sessão desta terça-feira, os contratos com vencimento para agosto recuaram 35 ringgits, fechando a 2.063 ringgits por tonelada. Fonte: Dow Jones Newswires.



Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel