Edição nº 1142 14.10 Ver ediçõs anteriores

Corrida sem agenda

Corrida sem agenda

A Prefeitura de São Paulo tem em mãos o termo de compromisso para realizar na capital paulista uma etapa da Fórmula E, a corrida de carros elétricos. Depois de diversas cidades brasileiras terem demonstrado interesse – incluindo Belo Horizonte e Curitiba –, a Federação Internacional de Automobilismo (FIA) escolheu a proposta paulistana de um circuito de rua próximo do Parque Ibirapuera. A grande dificuldade será a definição de datas, o que pode melar o acordo. A FIA quer a realização da corrida no fim de janeiro, mas a Prefeitura já havia fechado para o mesmo período, de 30 de janeiro a 1º de fevereiro, o “6 Horas de São Paulo”, do Campeonato Mundial de Endurance (WEC), no autódromo de Interlagos. No contrato, a WEC exige que não ocorram eventos paralelos. A Prefeitura deve propor que a prova da Fórmula E aconteça em junho, distribuindo melhor os principais eventos automobilísticos pelo calendário. Mas, nesse período, são realizadas as provas na Ásia, dificultando o transporte de toda a parafernália para o Brasil. (Leia a matéria aqui)

(Nota publicada na Edição 1128 da Revista Dinheiro)


Mais posts

A aposta segura de Neeleman

O empresário David Neeleman (foto à dir.), fundador da Azul Linhas Aéreas e sócio da portuguesa TAP, segue apostando parte de sua [...]

R$ 4 milhões em brownies

Em 2013, depois de testar 130 receitas de brownies e cookies, os sócios Francisco Veiga Salgado e Carolina Tellechea Cerqueira abriram em Florianópolis (SC) as portas da Browneria. Em cinco anos, o faturamento saltou de R$ 150 mil para R$ 2,5 milhões. E deve chegar a R$ 4 milhões em 2019, depois da abertura da […]

“O que destruiu a Venezuela não foi o socialismo, mas a mistura de nacionalismo com corrupção”

Maria Teresa Belandria, embaixadora da Venezuela no Brasil

A caminho dos R$ 10 bilhões

A Veedha, escritório destacado pela XP Investimentos em 2019, vai turbinar seu time de executivos e sócios para ampliar de R$ 3 bilhões [...]

A união do audiovisual

Um dos grandes desafios da indústria cinematográfica é equilibrar o tripé sobre o qual ela se apoia: produção, distribuição e exibição. [...]
Ver mais