Negócios

Corrida pelo remédio digital

Corrida pelo remédio digital

A Eurofarma, um dos maiores laboratórios farmacêuticos, com receita de R$ 5,7 bilhões em 2020 (dado mais recente), não quer ficar para trás na corrida pela digitalização da saúde. A companhia acaba de lançar a plataforma Salus, para facilitar o acesso ao medicamento de uso contínuo.

O programa disponibiliza tokens digitais aos médicos, que entregam aos seus pacientes para que eles recebam, em casa, uma amostra grátis do medicamento prescrito. o desenvolvimento foi feito pela AWS (da Amazon) e pela Compass.

(Nota publicada na edição 1258 da Revista Dinheiro)