Giro

Correio dos EUA alerta sobre atrasos no envio de votos pelo correio

Correio dos EUA alerta sobre atrasos no envio de votos pelo correio

Um apoiador coloca um boné do MAGA enquanto Donald Trump faz um discurso em Nova York, em 14 de agosto de 2020. O presidente dos EUA afirmou que "as eleições de 2020 poderá ser um desastre fraudulento", após o serviço postal do país alertar sobre atrasos no envio dos votos por correspondência. - AFP

O serviço postal dos Estados Unidos enviou cartas à maioria dos estados do país para alertar que milhões de votos enviados por correio para a eleição presidencial de novembro poderão não chegar a tempo de serem contabilizados, informa a imprensa.

As cartas, com data de 29 de julho e enviadas às autoridades eleitorais de 46 estados e da capital, Washington, explicam que mesmo que os eleitores cumpram com os prazos estabelecidos em suas jurisdições, o Serviço Postal (USPS) não poderá garantir que seus votos sejam entregues a tempo, informa o jornal The Washington Post.

Para a eleição de 3 de novembro são esperados um número sem precedentes de votos por correspondência, devido à pandemia do novo coronavírus.

Em desvantagem nas pesquisas diante de seu adversário democrata Joe Biden, o presidente Donald Trump já iniciou uma campanha contra o voto por correio, que favoreceria o seu concorrente.

“Os democratas sabem que a eleição de 2020 será um desastre fraudulento. Talvez nunca saibamos quem ganhou!”, tuitou.

O presidente tem repetido incessantemente que o voto por correio pode levar a uma fraude eleitoral em grande escala, uma afirmação sem fundamento.

O ex-presidente Barack Obama criticou as afirmações de Trump e escreveu no Twitter na sexta-feira que o atual governo está “mais preocupado com a supressão dos votos do que com o vírus”.

Apesar das cartas de advertência enviadas aos estados, o USPS afirmou estar “bem preparado e plenamente capacitado para ser o correio eleitoral” do país, em um comunicado divulgado pela CNN.

Trump – que votou pelo correio – deixou claro que acredita que, se essa prática se generalizar, os democratas conseguirão mais votos.

O voto por correspondência “não favorece os republicanos”, declarou em abril.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?