Política

Corpo de Olavo é velado em cerimônia com Ernesto Araújo e Allan dos Santos

O escritor e autointitulado filósofo Olavo de Carvalho foi velado nesta quarta-feira, 26, na cidade de Petersburg, no interior do Estado da Virgínia. Cerca de 20 pessoas compareceram a uma cerimônia feita ao ar livre, em torno do local onde ele foi sepultado. Procurado pela Justiça brasileira, o blogueiro Allan dos Santos compareceu à cerimônia. O ex-chanceler Ernesto Araújo também compareceu, assim como o embaixador do Brasil em Washington, Nestor Forster.

O padre da St. Joseph Church, que Olavo costumava frequentar na cidade, foi chamado para conduzir a cerimônia realizada debaixo de um toldo azul no cemitério que leva o mesmo nome da igreja. O caixão chegou fechado. A família e os amigos deixaram o local antes de o caixão ser enterrado.



Olavo deu entrada no hospital John Randolph Medical Center em 14 de janeiro e chegou a ser colocado na UTI. No dia 15, o diagnóstico de covid-19 foi anunciado pelos administradores do seu grupo de Telegram, que congrega alunos e admiradores do escritor. Ele morreu na noite do dia 24.

A família não divulgou a causa da morte. Olavo minimizou a gravidade do vírus em suas manifestações recentes. O Departamento de Saúde do Estado da Virgínia e o hospital afirmaram que não podem divulgar informações sobre a saúde de um paciente sem consentimento da família.

No Brasil, um médico particular do escritor negou, em entrevista ao jornal O Globo, que a covid tenha causado a morte.

+ Especialista revela o segredo dos bilionários da bolsa. Inscreva-se agora e aprenda!



Radicado nos EUA há quase duas décadas, Olavo foi enterrado no cemitério católico romano Saint Joseph, a 15 quilômetros de onde vivia, no interior do Estado da Virgínia.

Olavo morava em uma pequena rua sem saída no subúrbio de Petersburg, a 41 quilômetros do centro de Richmond, capital da Virgínia. A maior parte das casas vizinhas têm uma bandeira dos EUA hasteada no quintal da frente – uma delas, em frente a uma pequena igreja batista, tem uma bandeira do movimento “Blue Lives Matter”, de apoio à força policial e contraponto ao movimento antirracismo Black Lives Matter.

Agentes de segurança fizeram a proteção do funeral e impediram que a imprensa acompanhasse o momento. O adeus a Olavo de Carvalho durou cerca de uma hora. Na véspera do enterro, aliados do escritor diziam que a família gostaria de levar o corpo ao Brasil, enquanto, na Virgínia, a família organizava sem alarde o sepultamento de Olavo nos EUA, como ele pedia. Mesmo amigos de longa data não foram avisados. Rompida com o pai e os irmãos, Heloísa de Carvalho, uma das filhas de Olavo, também não foi convidada.

Forster era próximo a Olavo de Carvalho, que conheceu através de um amigo em comum: o jornalista Paulo Francis. O diplomata apresentou Ernesto Araújo ao autointitulado filósofo. Um ano depois, Olavo indicou Araújo ao governo Bolsonaro como sugestão de nome para assumir o Itamaraty.