Giro

Coronavírus chega em Galápagos, Patrimônio da Humanidade no Equador

Coronavírus chega em Galápagos, Patrimônio da Humanidade no Equador

Tubarões-martelo em Galápagos - AFP/Arquivos

A pandemia do coronavírus se espalhou até as ilhas Galápagos, Patrimônio Natural da Humanidade, onde já são registrados quatro casos, informou nesta terça-feira (24) o presidente do Conselho de Governo deste arquipélago equatoriano, Norman Wray.

Na segunda-feira “recebemos os resultados dos testes para estabelecer o fato de que tínhamos suspeitas em relação ao positivo de quatro cidadãos nas ilhas Galápagos”, afirmou o funcionário ao canal estatal EcuadorTV.

Os quatro infectados, detectados nas ilhas de Santa Cruz (dois) e São Cristóvão (dois), são residentes permanentes e estiveram anteriormente no porto de Guayaquil, no continente e o mais afetado do Equador pela COVID-19 com 526 dos 981 casos relatados.

Galápagos, a 1.000 km da costa e com 31.600 habitantes, tem uma infraestrutura de saúde limitada, portanto, tomaram medidas mais rigorosas diante da presença do vírus no país, como o toque de recolher de 13 horas por dia.

O Equador ordenou há uma semana “a restrição completa da entrada de visitantes” nessa província, que possui flora e fauna únicas no mundo e que em 2019 alcançou 271.238 pessoas, em sua maioria estrangeiras.

Galápagos, que também faz parte da reserva mundial da biosfera, é uma das principais atrações turísticas do país, especialmente dos Estados Unidos, Reino Unido, Alemanha, Canadá, Austrália, França, Holanda, Espanha e Suíça.

Sem informar números, Wray observou que “ainda temos um número significativo de pessoas que vieram visitar Galápagos há mais de 14 dias e que não foram capazes de sair”. “Temos nacionais e estrangeiros”, acrescentou.

Diante da pandemia, o governo equatoriano manteve o estado de exceção, toques de recolher, suspensão do trabalho presencial e das aulas, confinamento de pessoas, restrição de veículos, fechamento de fronteiras e proibição de todos os voos, autorizando apenas os humanitários.

Depois de cumprir os protocolos de saúde, os visitantes serão enviados para o continente, informou a autoridade.

Galápagos, que tem esse nome por conta das tartarugas gigantes que vivem lá, inspirou a teoria da evolução do naturalista inglês Charles Darwin.

Veja também

+ Receita abre consulta a segundo lote de restituição de IR, o maior da história
+ Homem encontra chave de fenda em pacote de macarrão
+ Baleias dão show de saltos em ilhabela, veja fotos!
+ 9 alimentos que incham a barriga e você não fazia ideia
+ Modelo brasileira promete ficar nua se o Chelsea for campeão da Champions League
+ Cuide bem do seu motor, cuidando do óleo do motor
+ 12 dicas de como fazer jejum intermitente com segurança