Economia

Coronavírus: Bancos vão suspender pagamento de dívidas por 60 dias

Crédito: Divulgação

O banco fechou as portas de 311 unidades até junho e pretende, de acordo com o executivo, elevar esse número para mais de 400 (Crédito: Divulgação)

Os principais bancos do País anunciaram que vão prorrogar o pagamento de dívidas das pessoas físicas, além das micro e pequenas empresas por 60 dias.

A ideia das instituições bancárias é ajudar a economia brasileira neste início de casos envolvendo o coronavírus no País e foi anunciada em conjunto pelo Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica Federal, Itaú Unibanco e Santander.

+ Por coronavírus, STJ suspende sessões de julgamento até 27 de março
+ Movimento em bares e restaurantes cai, mas delivery aumenta

Vale lembrar que a medida só entrará em vigor para casos onde os empréstimos estejam com pagamento em dia.

Até o momento, pelo menos 200 brasileiros estão infectados com o coronavírus.

Em nota, a Federação Brasileira de Bancos (Febraban) disse que ela e “seus bancos associados, sensíveis ao momento de preocupação dos brasileiros com a doença provocada pelo novo Coronavírus, vêm discutindo propostas para amenizar os efeitos negativos dessa pandemia no emprego e na renda”.

Afirmou, também, “que se trata de um choque profundo, mas de natureza essencialmente transitória”.

Veja também

+ T-Cross ganha nova versão PCD; veja preço e fotos

+Conheça os 42 anos de história da picape Mitsubishi L200

+ Remédio barato acelera recuperação de pacientes com covid-19

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?