Negócios

Copel pretende reduzir o quadro de funcionários em 930 colaboradores

Crédito: Divulgação/Copel

A Companhia Paranaense de Energia (Copel) lançou seu Programa de Demissão Incentivada (PDI) com o objetivo de reduzir R$ 168,7 milhões de custos anuais (Crédito: Divulgação/Copel)

A Companhia Paranaense de Energia (Copel) lançou seu Programa de Demissão Incentivada (PDI) com o objetivo de reduzir R$ 168,7 milhões de custos anuais.

Segundo o Valor Econômico, a empresa informou que o programa será dividido em duas fases.

+ Copel, Cemig e CEEE discutem mudança em base de cálculo de outorga
+ Copel: expectativa é de crescimento de cerca de 50% na base de ativos em RTP 

A primeira, com adesão entre os dias 1º e 15 de outubro de 2020, para colaboradores em áreas técnicas ou operacionais.

A segunda fase acontecerá nos primeiros 15 dias de novembro de 2020, para funcionários em outros cargos.

Segundo a companhia, 930 empregados se enquadram nos requisitos para aderir ao PDI e as indenizações devem se aproximar a R$ 74,8 milhões.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago