Edição nº 1134 19.08 Ver ediçõs anteriores

Contrabando de lixo, um problema do terceiro milênio

Contrabando de lixo, um problema do terceiro milênio

Em 2018, a China, principal receptora de resíduos no mundo, foi obrigada a mudar suas práticas devido à pressão de ambientalistas. Esse movimento fez com que parte dos carregamentos de lixo fosse desviada para outros países asiáticos. A iniciativa, no entanto, não agradou os novos destinatários. Na Malásia, a ministra do Meio Ambiente, Yeo Bee Yin, declarou que o país não será o “lixão” do mundo. “Embora sejamos um país pequeno, não seremos assediados por nações desenvolvidas”, afirmou. Mais de 150 instalações ilegais para a reciclagem foram fechadas pelo governo local que vai devolver três mil toneladas de resíduos plásticos para os Estados Unidos, Reino Unido, Canadá e Austrália. Segundo a ministra, boa parte desse lixo entrou ilegalmente no arquipélago.

O problema não atinge só a Malásia. Em Manilla, capital das Filipinas, foram interceptados 69 contêineres com mais de 1,5 mil toneladas de resíduos tóxicos ou não recicláveis que haviam entrado de forma ilegal o país asiático. Irritado, o presidente filipino, Rodrigo Duterte, ameaçou devolver carregamentos para os países de origem. “Aviso ao Canadá que, caso não venha tirar esse lixo daqui na próxima semana, vou levá-lo ao mar e jogar na costa do país”, disse.

(Nota publicada na Edição 1124 da Revista Dinheiro)


Mais posts

Whiskas promove adoção e castração de gatos de rua

O ditado diz que os gatos têm sete vidas. Mas para muitos dos bichanos, a única vida que possuem é triste, sem lar, entregue a própria [...]

Americanas leva curso de empreendedorismo para Amazônia

Decorrente de uma parceria firmada com a Fundação Amazonas Sustentável (FAS), em 2018, a Lojas Americanas está promovendo alternativas [...]

Alemanha bloqueia R$ 156 milhões para projetos ambientais no Brasil

Em junho, Jair Bolsonaro celebrou um acordo histórico: o trato de livre comércio entre o Mercosul e a União Europeia, que já era discutido há duas décadas. A decisão, no entanto, pode estar em risco. Após uma série de atritos envolvendo países europeus e o Brasil, por sua postura inerte em relação ao avanço do […]

McDonald’s quer McLanche feliz mais saudável

A Arcos Dorados, franqueadora master do McDonald’s para América Latina, decidiu repaginar o cardápio de um de seus principais itens: o [...]

Desmatamento na Amazônia cresce 278% em julho

A exoneração de Ricardo Galvão, diretor do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (Inpe), no dia 2 de agosto, não foi suficiente [...]
Ver mais