Economia

Consumidores nascidos entre 1946 e 1964 são um mercado inexplorado e promissor

Crédito: Arquivo/Agência Brasil

Esse tipo de consumidor está viajando, namorando e empreendendo tanto quanto grupos de outras faixas etárias, revela a pesquisa (Crédito: Arquivo/Agência Brasil)

A geração baby boomer, nascida entre 1946 e 1964, movimenta um mercado consumidor gigantesco. E mesmo assim, é pouco explorado pelas empresas.

O estudo TrendBook Negócios, liderado pela Fundação Dom Cabral em conjunto com a consultoria Hype50+, analisou o chamado “mercado prateado”, que tem como alvo o público sênior (pessoas acima dos 60 anos).

+ Aniversário de 65 anos dos ‘baby boomers’ promete mudanças na sociedade

Segundo a PEGN, entre os resultados está a constatação de que esse tipo de consumidor está viajando, namorando e empreendendo tanto quanto grupos de outras faixas etárias.



E não para por aí. Estão voltando aos estudos, o que significa que estão gastando muito mais do que apenas com saúde, como tende a pensar o senso comum.

Segundo levantamento do Ipea, mais de 600 mil trabalhadores com mais de 60 anos foram para a inatividade entre o fim do ano passado e o segundo trimestre de 2020. E outros 605 mil foram demitidos durante a pandemia. Mas esses números não mostram a realidade do poder de consumo médio da geração baby boomer.

Apesar da crise ter atingido em cheio as pessoas de mais idade, o grupo tende a possuir rendimento médio acima dos R$ 2,8 mil e é líder entre todas as faixas etárias.

Marcas como a Amazon, com a venda da assistente digital Alexa, Nubank e Trekker, revela a PEGN, foram identificadas como as que mais lucraram aproveitando o poder de compra do público sênior.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel