Giro

Consórcio de veículos de imprensa completa 500 dias de trabalho colaborativo

No dia em que o Brasil atingiu mais da metade de sua população totalmente vacinada contra a covid-19, o consórcio de veículos de imprensa completou 500 dias ininterruptos de trabalho. O grupo é formado por Estadão, g1, O Globo, Extra, Folha de S.Paulo e UOL. O consórcio foi criado no dia 8 de junho de 2020 em resposta à decisão do governo Jair Bolsonaro de restringir o acesso a dados sobre a pandemia de covid-19.



Os veículos decidiram formar uma parceria e trabalhar de forma colaborativa para buscar as informações necessárias sobre os casos e as mortes pela doença nos 26 Estados e no Distrito Federal.

Em uma iniciativa inédita, as equipes dos veículos de comunicação passaram a dividir tarefas e compartilhar as informações obtidas para que os brasileiros pudessem saber a evolução e o total de óbitos provocados pela covid-19, além dos números consolidados de casos testados e com resultado positivo para o novo coronavírus.

Um balanço diário passou a ser fechado (e divulgado por todos) às 20h.

No início do ano, o consórcio também se comprometeu a divulgar diariamente os dados de pessoas vacinadas contra a doença, mostrando a evolução da imunização em todos os Estados do País. Desde janeiro, são divulgados dados sobre as pessoas que receberam as doses da vacina.



Nesta quarta, 20, o País ultrapassou o porcentual de 50% de totalmente imunizados. São 106,8 milhões de brasileiros com o esquema vacinal completo.

Importância do jornalismo

“Temos um enorme orgulho de participar deste esforço conjunto de levar à sociedade as informações sobre a pandemia. Diante da omissão do governo federal, a imprensa cumpriu a sua missão”, diz João Caminoto, diretor de Jornalismo do Grupo Estado.

“Foram 500 dias muito duros para o País. E o consórcio serviu, e serve, a população com o que o jornalismo pode fazer de melhor, que é levar informação precisa, clara e relevante”, afirma Renato Franzini, diretor do g1.

“O consórcio traduz o papel decisivo que o jornalismo teve nesse momento tão difícil do País. Que seja uma inspiração para novas gerações de jornalistas”, diz Alan Gripp, diretor de Redação de O Globo.


Veja também
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Vídeo: Motorista deixa carro Tesla no piloto automático e dorme em rodovia de SP
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Lago Superior: a melhor onda de água doce do mundo?