Conheça a vaca nelore de três anos que vale quase R$ 8 milhões

Crédito: Divulgação

Vaca da raça nelore A fêmea Viatina-19 FIV Mara Móveis tem pouco mais de 3 anos e ainda vai concorrer à premiação de melhor fêmea nelore da 87ª Exposição Internacional das Raças Zebuínas. O evento, organizado pela Associação Brasileira dos Criadores de Zebu (ABCZ), não acontecia de forma presencial desde 2019 (Crédito: Divulgação)

A ExpoZebu, maior exposição de zebuínos do planeta, que está acontecendo agora em Uberaba (MG) e vai até o próximo domingo (8), é um palco tradicional de grandes negociações de bovinos. Tanto pelos nomes envolvidos quanto pelos valores. Ainda assim, o lance de R$ 3,99 milhões por 50% dos direitos sobre a vaca nelore Viatina-19 FIV Mara Móveis surpreendeu. Proporcionalmente, o valor total da fêmea foi projetado em R$ 7,98 milhões, novo recorde mundial de preço para a raça.

A transação aconteceu durante o Leilão Elo de Raça, um dos mais concorridos na agenda da ExpoZebu, realizado no dia 1º de maio, dentro da Chácara Mata Velha. Quem está familiarizado com o universo nelorista sabe que por trás desse nome tem história, e não se trata apenas de força de expressão. É a propriedade de Jonas Barcellos, fundador do Grupo Brasif e um dos pecuaristas que na década de 1990 viajou até a Índia, país de origem do nelore, em busca de novas linhagens genéticas que mudaram a evolução do gado por aqui.



+ Entenda o que significa um dólar alto, para você e para a economia

A vaca Viatina-19 pertencia à Casa Branca Agropastoril, de Minas Gerais, e à Nelore Mara Móveis, do Pará. Cada uma ofertou 25% da posse do animal. A Casa Branca, do empresário Paulo de Castro Marques, que detinha 75% da fêmea, agora tem uma nova sociedade, meio a meio, com o pecuarista mineiro Ney Pereira, dono da Agropecuária Napemo, de Uberaba. Para diretora e responsável pela pecuária da Casa Branca, Fabiana Marques Borrelli, o resultado é ainda mais significativo por se tratar de um animal com pouco mais de três anos. “É uma fêmea jovem que desponta como uma das mais promissoras matrizes da raça nelore”, disse.

É difícil acreditar que essa negociação seja superada ainda durante esta ExpoZebu. Mas também não dá para cravar que não possa acontecer, pois em se tratando dos leilões de elite da exposição é arriscado duvidar da ambição dos pecuaristas. Paulo de Castro Marques, por exemplo, começou a investir na genética nelore há cerca de três anos, aproximadamente, e já fechou uma venda de tal proporção. As oportunidades só terminam quando a feira acabar.

+ Confira 10 receitas para reaproveitar ou turbinar o arroz do dia a dia





Sobre o autor


Mais colunas e blogs


Mais posts

Ver mais

Copyright ©2022 - Três Editorial Ltda.
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.