Economia

Conheça a cidade com o maior número de super-ricos do mundo

Hong Kong, na China, desbancou Nova York e se tornou o lugar favorito dos maiores bilionários do planeta; cidade concentra 10 mil pessoas com fortuna superior a US$ 30 bilhões

Conheça a cidade com o maior número de super-ricos do mundo

Hong Kong desbancou Nova York e se tornou a cidade com maior concentração de super-ricos no planeta. De acordo com um estudo publicado nesta quinta-feira 6 pela Wealth-X, o número dos mega endinheirados no centro financeiro chinês subiu um terço em 2017, chegando a 10 mil pessoas.

A empresa define como super-rico quem possui um patrimônio superior a US$ 30 milhões. Nova York ocupou o topo da lista desde o início da classificação, em 2011. Porém, no último ano, o crescimento econômico da China mudou a situação.

Os analistas da Wealth-X creditam o aumento de ricos na cidade como resultado da expansão do mercado financeiro local. Entre os bilionários mais proeminentes de Hong Kong estão Li Ka-shing , cujo império Cheung Kong controla portos, redes de telecomunicações e empresas de energia ao redor do mundo.

Nenhuma cidade da China continental chegou ao top 10 da Wealth-X. Os especialistas acreditam que isso se dá pelo fato da riqueza estar espalhada por diversas regiões.Seus cidadãos mais ricos incluem os magnatas da tecnologia Jack Ma e Pony Ma, que fundaram as gigantes da internet Alibaba e Tencent, respectivamente.

“O dinamismo da criação de riqueza em toda a vasta paisagem da China é, no entanto, impressionante”, diz o relatório.

Investimentos e infraestrutura impulsionam crescimento

Em termos gerais, os EUA continuam o país preferidos os ricos. Sozinho, ele abriga um terço das pessoas com o maior patrimônio do mundo. Porém, a hegemonia pode estar com seu tempo contado.

A Ásia, em especial a China, está se aproximando. No último ano, o continente teve um acréscimo de 20% no número de super-ricos. O crescimento da riqueza no continente foi impulsionada pela alta nos gastos da população, maior investimento em infraestrutura, as reformas econômicas, entre outros fatores, afirma a Wealth-X.

“A região da Ásia Pacífico deve fechar a diferença de riqueza com outras regiões nos próximos cinco anos”, acrescentou o relatório.

Desde 2014, o número pessoas com US$ 1 milhão em ativos de investimento foi maior do que em qualquer outro lugar do mundo. Segundo uma estimativa da consultora Capgemini, somente a China já tem mais bilionários do que os EUA.

Mas as coisas podem ficar mais difíceis. A China enfrenta obstáculos a partir de sua guerra comercial com os norte-americanos. O endividamento público também pode se tornar um empecilho. As ações chinesas entraram em um mercado de baixa este ano, enquanto sua moeda caiu em relação ao dólar.

Mundo têm 250 mil super-ricos

Globalmente, o número de indivíduos ultra-ricos aumentou 13% no ano passado, para mais de 250 mil. Sua riqueza total combinada atingiu US $ 31,5 trilhões, impulsionada pela recuperação da economia global e pelo bom desempenho dos mercados de ações.

Outras cidades no top 10 da riqueza global incluem Tóquio, Los Angeles, Paris e Londres.