Economia

Concessões de crédito dessazonalizadas caem 1,9% em maio ante abril, diz BC

Em meio à demanda de empresas e famílias por financiamentos durante a pandemia do novo coronavírus, o Banco Central informou nesta segunda-feira que as concessões de crédito caíram 1,9% em maio ante abril na série dessazonalizada. No caso de pessoas físicas, essas concessões recuaram 2,1% e, no das empresas, subiram 0,9%.

Os números mostram ainda que, em maio, as concessões no crédito livre – que reúne operações que não utilizam recursos do BNDES ou da poupança – subiram 0,4%. No caso das pessoas físicas, houve queda de 2,3%. Para as empresas, a baixa foi de 4,1%.

Entre as concessões no crédito direcionado (recursos do BNDES e da poupança), houve recuo em maio ante abril, de 3,4%. Para as pessoas físicas, houve diminuição de 1,3%. No caso das empresas, o aumento foi de 17,3%.

Os números apresentados nesta segunda-feira pelo BC são influenciados pelos efeitos da segunda onda da pandemia de covid-19, que voltou a colocar em isolamento social parte da população e reduziu a atividade das empresas.



Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Geisy reclama de censura em rede social: “O Instagram tá me perseguindo”
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago