Economia

Concessionária do Galeão pode ser alvo de execução de garantia de R$ 727 mi

A concessionária Rio Galeão, que opera o aeroporto carioca, pode ser alvo de uma execução de garantia de R$ 727 milhões, que seria cobrada pela Agência Nacional de Aviação Civil (Anac).

A execução da “garantia de fiel cumprimento” entrou no radar da agência após a decisão de sua diretoria colegiada de rejeitar o pedido para fatiar o pagamento da outorga assumida pela empresa. A outorga é o lance dado pelas empresas durante o leilão de concessão.

No caso do Galeão, a concessionária venceu a disputa com o compromisso de pagar 23 parcelas anuais de R$ 933 milhões. Já na primeira cobrança feita em maio do ano passado, porém, a Rio Galeão não pagou a fatura e pediu seu fatiamento, sob o argumento de que foi prejudicada pela crise econômica do País.

Até o momento, a empresa fez dois pagamentos parciais em relação à outorga, um de R$ 120 milhões e outro de R$ 9,33 milhões. Para que a Anac não execute a garantia, a concessionária carioca tem que quitar seu saldo devedor até o dia 7 de abril.



Veja também
+ Até 2019, havia mais gente nas prisões do que na bolsa de valores do Brasil
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Veja quanto custa comer nos restaurantes dos jurados do MasterChef
+ Leilão de carros e motos tem desde Kombi a Nissan Frontier 0km