Geral

Compra de imóvel por Carlos vira um dos assuntos mais comentados do Twitter

Crédito: Agência Brasil

A notícia de que o vereador Carlos Bolsonaro comprou um apartamento no Rio com R$ 150 mil em espécie em 2003, aos 20 anos, virou trend topic. (Crédito: Agência Brasil)

A notícia divulgada pelo Estadão nesta quarta-feira, 23, de que o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos) comprou um apartamento no Rio de Janeiro com R$ 150 mil em espécie em 2003, quando tinha apenas 20 anos, teve grande repercussão nas redes sociais. Com a hashtag #Aos20, usuários compartilharam o que estavam na fazendo na época em tinham a idade com a qual o filho do presidente adquiriu o imóvel.

Juíza determina que Twitter remova publicação de Bolsonaro de ‘O Processo’

No Twitter, Salles volta a afirmar que a Amazônia ‘não está queimando’

Ao longo do dia, a tag ficou entre as 10 mais comentadas no Brasil, sendo compartilhada também por figuras da oposição. “Aos 20 anos eu catava moedas para conseguir pegar o ônibus e chegar nas atividades da juventude do PT em Porto Alegre”, escreveu Juliano Medeiros, presidente nacional do PSOL.



O ex-ministro e deputado federal Alexandre Padilha (PT) também comentou a história. “Aos 20 anos de idade, eu juntava o dinheiro da bolsa do laboratório da Unicamp para pagar a República em que morava. Com a mesma idade, Carlos Bolsonaro comprava um imóvel de 150 mil em espécie.”

Indo além da esfera política, a hashtag também foi compartilhada por influencers, como a criadora de conteúdo Nil Moretto. “Aos 20 anos, Nilce trabalhava oito horas e estudava mais quatro, pegando busão de 40 minutos pra chegar na Unesp e ficando feliz demais quando voltavam troco em dinheiro se ela usasse a folha do VR para comprar o almoço”, escreveu.

Outros perfis da rede também compartilharam suas histórias. “Aos 20 anos eu lutava para tentar cursar uma universidade. Não podia ir pra uma capital porque os cursos são em regime integral e meu pai não podia me sustentar. Felizmente, deu tudo certo no fim”, escreveu um usuário. “Aos 20 anos eu trabalhava sete horas por dia como professor, passava mais 6h estudando Física e pegava duas horas de trem lotado para chegar no IFSP, tendo só o dinheiro contado da passagem e tendo que comer em pé no trem”, disse outro.

Veja também
+ Casamento de Ana Maria Braga chega ao fim após marido maltratar funcionários, diz colunista
+ Conheça a eficácia de cada vacina no combate à Covid-19
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Lázaro Barbosa consegue fugir de novo da polícia após tiroteio
+ Gracyanne Barbosa dança pole dance com novo visual
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Após processar nora, mãe de Medina a acusa de ter destruído sua casa; veja fotos
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Fondue de chocolate com frutas fácil de fazer
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago