Finanças

Composição do Índice Dow Jones perde Exxon Mobil, Pfizer e Raytheon Technologies

Crédito: Arquivo / AFP

No lugar desses ativos, o índice passa a considerar a empresa de software em nuvem Salesforce, a biofarmacêutica Amgen e a Honeywell (Crédito: Arquivo / AFP)

O Dow Jones Industrial Average (DJIA), um dos principais índices de ações dos Estados Unidos ao lado do S&P 500 e o Nasdaq Composite, não terá mais em sua formação as variações dos papéis da gigante do petróleo Exxon Mobil, da farmacêutica Pfizer e da especialista em defesa Raytheon Technologies.

No lugar desses ativos, o índice passa a considerar a empresa de software em nuvem Salesforce, a biofarmacêutica Amgen e a Honeywell. Segundo matéria do USA Today, a retirada da Exxon, que fazia parte do DJIA desde 1928, ocorre por conta da grande queda do setor de petróleo.

+ Bolsas de NY fecham sem sinal único; S&P 500 e Nasdaq renovam recorde histórico

A Chevron será a única empresa de energia remanescente na lista. Entre as ações que compõem o índice estão papeis do Walmart, Home Depot, Johnson & Johnson, Microsoft, McDonald’s, Cisco, Verizon, Visa, Nike, Goldman Sachs, Boeing e Disney.



A S&P Dow Jones Indices, que controla o ranking, informou que a decisão visa compensar a mudança imposta pela Apple na negociação das suas ações. Isso teria reduzido o percentual do índice dedicado à tecnologia e as trocas seriam para equilibrar essa alteração.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel