As Melhores da Dinheiro 2019

Como são eleitas as melhores

Conheça os critérios usados para transformar os dados fornecidos pelas empresas em informações que permitem eleger as campeãs em 22 setores da economia, além dos destaques da gestão

Como são eleitas as melhores

O guia AS MELHORES DA DINHEIRO foi elaborado pela revista ISTOÉ DINHEIRO, da Editora Três, a partir de questionários preenchidos pelas próprias empresas no site da revista. A avaliação envolve cinco critérios para medir e premiar a boa administração: a sustentabilidade financeira, a gestão de recursos humanos, a gestão em inovação e qualidade, a responsabilidade social e ambiental e a governança corporativa. Em todos eles as empresas mais bem avaliadas foram consideradas vitoriosas. Os dados foram compilados e organizados pela empresa de tecnologia Rentsoft sob a coordenação do consultor Anderson Martins e a metodologia e análise coordenada pelo economista Miguel Angelo Arab. No ranking das 1000 maiores por receita, as informações das empresas foram fornecidas pela Economatica e pela S&P. Os questionários foram aplicados a quatro categorias – empresas, bancos, seguradoras e planos de saúde.

Pelo quarto ano consecutivo foi analisado um conjunto de 20 empresas, denominado Super 20, onde participam as maiores empresas por receita que participaram da pesquisa. No ranking das Super 20 não participaram bancos, seguradoras e operadoras de planos de saúde em função das diferenças metodológicas de avaliação.

Em todos os questionários consta o responsável geral pelas informações e os responsáveis por cada uma das partes do questionário – financeiro, recursos humanos, inovação e qualidade, responsabilidade social e ambiental e governança corporativa. A equipe de análise não auditou as informações e considera que as informações prestadas estão em acordo com as melhores práticas de gestão e comunicação empresarial. Nesta edição foi elaborado um ranking adicional, considerando apenas os critérios e indicadores de gestão financeira, para os demais setores não cobertos pelo questionário completo.

A pontuação máxima é de 500 pontos, sendo 200 pontos de Sustentabilidade Financeira e 75 pontos para cada uma das demais áreas avaliadas (Recursos Humanos, Inovação e Qualidade, Responsabilidade Social e Ambiental e Governança Corporativa). A data base da avaliação é 31/12/2018. Eventos supervenientes que vierem a conhecimento público entre o período dos relatórios gerenciais e a data da premiação podem, a critério exclusivo do Comitê Avaliador, serem levados em consideração na análise. Algumas questões, principalmente as relacionadas com Responsabilidade Social e Ambiental e Governança Corporativa, constam ou foram customizadas do Índice de Sustentabilidade Empresarial (ISE) da BM&FBOVESPA.

Pontuação

SUSTENTABILIDADE FINANCEIRA

EMPRESAS

A Variação da receita – 10 pontos
B Posição da receita no setor – 30 pontos
C Margem Ebitda (Ebitda/Receita) – 40 pontos
D Rentabilidade do patrimônio líquido (lucro líquido/patrimônio líquido) – 40 pontos
E Relação Disponibilidades/Empréstimos e financiamentos de curto prazo – 40 pontos
F Relação Dívida total líquida / Patrimônio líquido – 40 pontos
Critério de desempate: item B

 

SUSTENTABILIDADE FINANCEIRA

BANCOS

A Crescimento dos depósitos – 10 pontos
B Crescimento das operações de crédito – 10 pontos
C Crescimento do resultado da intermediação financeira – 20 pontos
D Grau de independência financeira – 20 pontos
E Índice de imobilização do capital – 10 pontos
F Índice de provisão para crédito – 10 pontos
G Margem de intermediação financeira – 20 pontos
H Margem operacional – 10 pontos
I Margem líquida – 20 pontos
J Retorno sobre o patrimônio líquido – 10 pontos
K Retorno sobre o ativo – 10 pontos
L Participação dos empréstimos – 10 pontos
M Nível de encaixe voluntário – 20 pontos
N Participação das despesas operacionais – 20 pontos
Critério de desempate: item G

 

SUSTENTABILIDADE FINANCEIRA

SEGUROS E PREVIDÊNCIA

A Índice de imobilização do capital próprio (ativo permanente/patrimônio líquido) – 20 pontos
B Índice de alavancagem (exigível/patrimônio líquido) – 20 pontos
C Índice de liquidez corrente (ativo circulante/passivo circulante) – 20 pontos
D Índice de liquidez imediata (aplicações financeiras/passivo circulante) – 20 pontos
E Índice de garantia de provisões (aplicações financeiras/provisões) – 30 pontos
F Margem bruta (resultado bruto das operações/receita) – 20 pontos
G Margem operacional (resultado operacional/receita) – 20 pontos
H Retorno sobre o patrimônio (lucro líquido/patrimônio líquido) – 30 pontos
I Resultado financeiro (resultado financeiro/receita) – 20 pontos
Critério de desempate: item E

 

SUSTENTABILIDADE FINANCEIRA

PLANOS DE SAÚDE

A Variação nos prêmios ganhos – 10 pontos
B Posição dos prêmios ganhos – 20 pontos
C Variação no resultado bruto – 10 pontos
D Margem operacional (resultado operacional/prêmios ganhos) – 10 pontos
E Variação do lucro líquido – 10 pontos
F Retorno sobre o patrimônio líquido (lucro líquido/patrimônio líquido) – 20 pontos
G Variação nos sinistros – 10 pontos
H Índice de sinistralidade (sinistros/prêmios ganhos) – 20 pontos
I Índice de cobertura das provisões (aplicações/provisões técnicas) – 20 pontos
J Índice de imobilização do PL (ativo permanente/patrimônio líquido) – 10 pontos
K Índice de independência financeira (aplicações/provisões técnicas) – 10 pontos
L Liquidez corrente (ativo circulante/passivo circulante) – 10 pontos
M Liquidez seca (aplicações/passivo circulante) – 20 pontos
N Índice combinado simples (*) – 20 pontos
(*) = sinistros mais custos e despesas administrativas e comerciais/prêmios ganhos)
Critério de desempate: item B

 

RECURSOS HUMANOS

EMPRESAS, BANCOS E PLANOS DE SAÚDE

A Variação do número de funcionários do quadro permanente – 1,5 pontos
B Posição do número de funcionários do quadro permanente – 6 pontos
C Variação na despesa com pessoal anual per capita – 3 pontos
D Posição da despesa com pessoal anual por funcionário – 15 pontos
E Programa de treinamento e desenvolvimento de colaboradores – 3 pontos
F Programa de avaliação dos colaboradores – 3 pontos
G Orçamento de treinamento – 3 pontos
H Programa de participação nos resultados (PPR) – 3 pontos
I Posição do PPR por funcionário – 15 pontos
J Índice de retenção e estabilidade do funcionário – 18 pontos
L Prêmios e reconhecimentos da área de RH – 4,5 pontos
Critério de desempate: item D

 

RECURSOS HUMANOS

SEGURADORAS

A Variação do número de funcionários do quadro permanente – 3 pontos
B Posição do número de funcionários do quadro permanente – 7,5 pontos
C Variação na despesa de pessoal anual per capita – 7,5 pontos
D Posição da despesa de pessoal anual por funcionário – 22,5 pontos
E Programa de treinamento e desenvolvimento de colaboradores – 3 pontos
F Programa de avaliação dos colaboradores – 3 pontos
G Orçamento de treinamento – 3 pontos
H Programa de participação nos resultados (PPR) – 3 pontos
I Posição do receita por funcionário – 22,5 pontos
Critério de desempate: item D

 

INOVAÇÃO E QUALIDADE

EMPRESAS, SEGURADORAS E PLANOS DE SAÚDE

A Processo institucionalizado de avaliação da qualidade – 4,5 pontos
B Normas de avaliação de produtos e/ou serviços – 4,5 pontos
C Auditores externos – 4,5 pontos
D Avaliação do sistema de controles internos – 4,5 pontos
E Canais de atendimento da empresa – 4,5 pontos
F Orçamento de pesquisa e desenvolvimento – 4,5 pontos
G Área de pesquisa e inovação de produtos e/ou serviços – 4,5 pontos
H Tempo de existência da área de pesquisa e inovação – 9 pontos
I Mecanismos de incentivo à colaboração em gestão e processos de inovação – 4,5 pontos
J Orçamento de marketing – 4,5 pontos
L Área dedicada ao marketing – 4,5 pontos
M Pesquisa de mercado – 4,5 pontos
N Institucionalização do processo de reclamações – 4,5 pontos
O Canais de atendimento de reclamações – 4,5 pontos
P Projetos de desenvolvimento e/ou inovação – 7,5 pontos
(*) No caso dos Planos de Saúde os itens H e P foram substituídos pelo Índice de Satisfação levantado pela ANS – 16,5 pontos
Critério de desempate: item P (e, caso necessário, o desempenho geral na pesquisa)

 

INOVAÇÃO E QUALIDADE

BANCOS

A Processo institucionalizado de avaliação da qualidade – 3 pontos
B Normas de avaliação de produtos e/ou serviços – 3 pontos
C Avaliação do sistema de controles internos – 4,5 pontos
D Canais de atendimento da empresa – 4,5 pontos
E Mecanismos de incentivo à colaboração em gestão e processos de inovação – 3 pontos
F Pesquisa de mercado – 3 pontos
G Institucionalização do processo de reclamações – 4,5 pontos
H Canais de atendimento de reclamações – 4,5 pontos
I Índice de reclamações (BCB) – 11,25 pontos
J Índice de qualidade da ouvidoria (BCB) – 11,25 pontos
K Índice de reclamações por cliente – 15 pontos
L Número de clientes – 7,5 pontos
Critério de desempate: item I (e, caso necessário, o desempenho geral na pesquisa)

 

RESPONSABILIDADE SOCIAL E AMBIENTAL

EMPRESAS E SEGURADORAS

A Relatório de sustentabilidade: periodicidade e atualização – 6,75 pontos; área responsável – 2,25 pontos; disponibilidade pública – 4,50 pontos; tempo de institucionalização do processo – 6,75 pontos
B Apoio a projetos sociais: orçamento anual – 4,5 pontos; critérios formalmente definidos de acompanhamento dos investimentos – 4,5 pontos; principais indicadores dos projetos sociais – 4,5 pontos
C Participação em políticas públicas sociais – 4,5 pontos
D Responsabilidade ambiental: existência de diretrizes ambientais nos processos e na gestão – 4,5 pontos; conformidade legal – 3 pontos; critérios institucionalizados de avaliação dos investimentos ambientais – 3,75 pontos; avaliação dos impactos ambientais da atividade da empresa – 4,5 pontos; área responsável pelo acompanhamento ambiental – 3 pontos; pesquisa e desenvolvimento para a redução de impacto ambiental – 4,5 pontos; processos voltados para o melhor uso e consumo de materiais, de água e de energia – 9 pontos
E Certificados e reconhecimentos em projetos sociais e ambientais – 4,5 pontos
Critério de desempate: item A (tempo de institucionalização)

 

RESPONSABILIDADE SOCIAL E AMBIENTAL

PLANOS DE SAÚDE

A Relatório de sustentabilidade: periodicidade e atualização – 6,75 pontos; tempo de institucionalização do processo – 6,75 pontos
B Apoio a projetos sociais: orçamento anual – 4,5 pontos; critérios formalmente definidos de acompanhamento dos investimentos – 4,5 pontos; principais indicadores dos projetos sociais – 4,5 pontos
C Responsabilidade ambiental: existência de diretrizes ambientais nos processos e na gestão – 4,5 pontos; conformidade legal – 3 pontos; critérios institucionalizados de avaliação dos investimentos ambientais – 3 pontos; avaliação dos impactos ambientais da atividade da empresa – 4,5 pontos; área responsável pelo acompanhamento ambiental – 3 pontos; processos voltados para o melhor uso e consumo de materiais, de água e de energia – 6,75 pontos
E Certificados e reconhecimentos em projetos sociais e ambientais – 6,75 pontos
F Índice percentual de finalização assistencial (ANS) – 16,5 pontos
Critério de desempate: item F

 

RESPONSABILIDADE SOCIAL E AMBIENTAL

BANCOS

A Relatório de sustentabilidade: área responsável – 2,25 pontos; disponibilidade pública – 2,25 pontos.
B Apoio a projetos sociais: orçamento anual – 4,5 pontos; critérios formalmente definidos de acompanhamento dos investimentos – 4,5 pontos.
C Participação em políticas públicas sociais – 4,5 pontos
D Responsabilidade ambiental: existência de diretrizes ambientais nos processos e na gestão – 4,5 pontos; conformidade legal – 3 pontos; critérios institucionalizados de avaliação dos investimentos ambientais – 3,75 pontos; avaliação dos impactos ambientais da atividade da empresa – 4,5 pontos; área responsável pelo acompanhamento ambiental – 3 pontos; pesquisa e desenvolvimento para a redução de impacto ambiental – 4,5 pontos.
E Rede de agências: número de agências – 11,25 pontos; crescimento – 7,5 pontos
F Rendas de tarifas bancárias por cliente – 15 pontos.
Critério de desempate: item E

 

GOVERNANÇA CORPORATIVA

EMPRESAS, SEGURADORAS E PLANOS DE SAÚDE

A Balanço econômico financeiro e de atividades corporativas – 3,75 pontos
B Comitê de governança corporativa: tempo do comitê – 7,5 pontos; procedimentos institucionalizados de funcionamento – 7,5 pontos
C Código de conduta tempo decorrido desde a implantação – 7,5 pontos; amplitude e adesão – 7,5 pontos; acompanhamento da aplicação – 3,75 pontos
D Processo institucionalizado de planejamento estratégico e avaliação de desempenho – 7,5 pontos
E Processos institucionalizados de avaliação de riscos – 7,5 pontos
F Comprometimento com fundamentos éticos e morais – 11,25 pontos
G Rentabilidade do patrimônio líquido – 15 pontos
Critério de desempate: item G

 

GOVERNANÇA CORPORATIVA

BANCOS

A Comitê de governança corporativa: procedimentos institucionalizados de funcionamento – 3 pontos
B Código de ética: existência, amplitude e adesão e acompanhamento da aplicação – 15 pontos.
C Processos institucionalizados de avaliação de riscos – 6 pontos
D Comprometimento com fundamentos éticos e morais – 15 pontos
E Índices de governança: rentabilidade do patrimônio líquido – 9 pontos; Basiléia – 6 pontos; imobilização – 6 pontos; patrimônio líquido por funcionário – posição e crescimento – 15 pontos.
Critério de desempate: item E